Governo da Tailândia vai alterar leis de combate à lavagem de dinheiro para regular a criptomoeda

Um funcionário regulador tailandês anunciou que o país vai alterar sua regulação para evitar o uso de cripto em atividades ilícitas, informou o site local de notícias em língua inglesa BangkokPost em 5 de agosto.

ECLD se concentrará em criptomoedas

De acordo com a reportagem, o secretário-geral interino do Escritório de Combate à Lavagem de Dinheiro (ECLD) da Tailândia, Pol Maj Gen Preecha Charoensahayanon, declarou que as criptomoedas serão usadas para a lavagem de dinheiro.

Por essa razão, ele teria anunciado que o ECLD também se concentrará em alterar os regulamentos existentes contra a lavagem de dinheiro para evitar o uso de moedas digitais para atividades ilegais no futuro próximo.

Requisitos de compartilhamento de dados para exchanges

Charoensahayanon pretende começar com a alteração da Lei de Combate à Lavagem de Dinheiro, a fim de incluir requisitos para as exchanges de moeda digital para relatar suas atividades ao escritório.

A reportagem sugere que - embora o regulador não receba reclamações atualmente - ele deve observar atentamente o espaço e cita o comentário oficial do ECLD:

"Podemos não encontrar nenhuma pista, mas isso não significa que o erro não ocorra."

A reportagem também cita um suposto golpe no qual o suspeito aceitou pagamentos em Bitcoin (BTC) para comprar ações da empresa para suas vítimas. De acordo com o relatório, este caso mostrou que criptomoedas podem ser usadas para atividades ilícitas.

Como relatou o Cointelegraph em julho, o presidente do Banco da Tailândia, Veerathai Santiprabhob, disse que a instituição está aberta a discutir a stablecoin Libra, do Facebook, com a empresa.