Banco cripto suíço avisa clientes sobre empresa disfarçada de parceira

O banco de criptomoedas Dukascopy, com sede na Suíça, alertou seus clientes em um anúncio publicado nesta última quarta-feira, 27 de fevereiro, que a empresa de comércio forex GCG Asia está de forma fraudulenta afirmando ser uma representante autorizada do banco. 

No anúncio, o Dukascopy Bank - o primeiro banco regulamentado a lançar sua própria oferta inicial de moedas (ICO) - adverte que nem ela, nem quaisquer entidades do Grupo Dukascopy têm relações com a GCG Ásia. O aviso diz:

“A GCG Asia está usando fraudulentamente o nome e logotipo da Dukascopy para atrair clientes/investidores, sem a permissão do Dukascopy Bank. Estamos tomando medidas contra essa organização desonesta.”

Em janeiro, a exchange de criptomoedas europeia Bitstamp firmou parceria com o Dukascopy Bank. Segundo o acordo, o Bitstamp dará suporte a transações com Bitcoin (BTC) em nome da Dukascopy. Os clientes poderão enviar o BTC para suas contas, convertê-los em dólares americanos e negociar no Swiss FX Marketplace.

Anteriormente, o Cointelegraph relatou numerosos casos das chamadas empresas clones que realizam atividades comerciais alegando representar ou serem associadas a empresas conhecidas. Em agosto passado, a Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido (FCA) alertou investidores sobre uma empresa clone da Fair Oaks Capital Ltd. A empresa fraudulenta se passava por uma representante da Fair Oaks Crypto e usava dados cadastrais de empresas autorizadas pelo órgão regulador para enganar potenciais vítimas. 

No mesmo mês, a FCA emitiu outra advertência sobre “fraudadores” relacionados às criptomoedas que alegavam ser autorizados pela FCA. A empresa Good Crypto fornecia "detalhes falsos ou misturava-os com alguns detalhes corretos de uma firma registrada", a Arup Corporate Finance, com sede em Londres.