Presidente da Coreia do Sul afirma que inovação regulatória é questão de sobrevivência

O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-In, afirmou que a inovação regulatória em relação à tecnologia blockchain é agora uma questão de sobrevivência.

A inovação regulatória não é mais uma questão de escolha, é uma questão de sobrevivência

O presidente sul-coreano ressaltou a importância do desenvolvimento de novas abordagens regulatórias para novas tecnologias, como a blockchain, à luz da escolha da cidade de Busan como zona livre de regulamentação, de acordo com um comunicado de imprensa compartilhado com o Cointelegraph em 24 de julho.

No comunicado, Moon comparou a era da industrialização à quarta revolução industrial em curso, alegando que esta última exige inovação normativa como uma necessidade básica.

Moon disse:

"Embora a inovação regulatória na era da industrialização fosse uma questão de escolha, esta agora é uma questão de sobrevivência, já que estamos vivenciando a quarta revolução industrial, caracterizada por fusões entre indústrias e campos".

O presidente acrescentou que a criação de casos reais de uso da blockchain para proteger dados pessoais contribui para uma maior presença internacional na Coreia do Sul, enquanto as aplicações da blockchain nas finanças contribuirão muito para a revitalização da economia local.

Zona livre de regulamentação blockchain da Coreia do Sul vai trabalhar em aplicações de DLT em quatro áreas

Como publicado anteriormente, Busan, a segunda cidade mais populosa do país asiático atrás apenas de Seul, foi escolhida como a zona livre de regulamentação da Coreia do Sul junto com sua concorrente, a província de Jeju, em abril de 2019.

Como parte da iniciativa, o governo do país planeja minimizar a pressão regulatória sobre o setor e promover a inovação tecnológica no país.

De acordo com o novo comunicado de imprensa, o projeto prevê a implementação de aplicações da blockchain em quatro áreas: turismo, finanças, logística e segurança pública. Cada área de implementação terá uma empresa responsável própria, diz o relatório.

Segundo o relatório, o BNK Busan Bank, uma subsidiária da holding local BNK Financial Group, será responsável pelo uso da blockchain nas finanças, enquanto a Hyundai Pay desenvolverá um sistema baseado em blockchain para o turismo.

A Coinplug, empresa local ligada à cripto, trabalhará em uma plataforma de segurança pública baseada em blockchain e finalmente, e a startup de tecnologia BP&Solution vai desenvolver uma plataforma de logística de pesca, observa o relatório.

Recentemente, fontes locais relataram que o Busan Bank estabeleceu uma parceria com as autoridades da cidade de Busan para desenvolver um projeto de moeda digital baseado em uma blockchain interna.