Seis bancos globais assinam carta de intenções para emitir stablecoins na rede blockchain da IBM

Seis bancos internacionais assinaram cartas de intenção para emitir suas próprias stablecoins baseadas em moedas fiat nacionais na rede de pagamentos blockchain da IBM, a "World Wire". A notícia foi anunciada em conjunto pela IBM e Stellar durante uma palestra no Money20/20 Asia, realizado em Singapura, como informou o canal de notícias financeiras Cheddar nesta segunda-feira, 18 de março.

Como publicado anteriormente, a rede de pagamentos internacional da IBM, a Blockchain World Wire (BWW) foi lançada em colaboração com o Stellar (XLM) em setembro de 2018. A BWW, que entrou em operação hoje e tem mais de 44 bancos em serviço, tem por objetivo alavancar as criptomoedas para permitir liquidações internacionais em tempo quase real entre bancos.

No revelação de hoje, o Cheddar informa que seis bancos confirmaram a intenção de emitir stablecoins apoiadas em suas respectivas moedas fiat nacionais na BWW - incluindo o Banco Bradesco, do Brasil, o Bank Busan, da Coréia do Sul e a Rizal Commercial Banking Corporation, das Filipinas.

Outros bancos ainda irão divulgar stablecoins apoiados pelo euro e pela rupia da Indonésia, entre outros, revelou o chefe de soluções blockchain da IBM, Jesse Lund.

Antes do anúncio de hoje sobre as stablecoins bancárias, a IBM também firmou uma parceria com o Stronghold - um ativo baseado em Stellar e apoiado em USD - para criar a primeira stablecoin da rede Stellar.

Lund afirmou que a IBM planeja expandir sua rede de liquidação baseada em blockchain com mais ativos. Ele disse:

"Deixamos o mercado impulsionar a expansão e a seleção da rede de forma incremental. Estamos realmente empolgados com o fato de estarmos empenhados em construir algo novo e revolucionário que realmente vai mudar o cenário dos pagamentos internacionais."

Como o Cheddar informou, a BWW atualmente suporta mais de 47 moedas para pagamentos em 72 países. A plataforma supera os sistemas legados de liquidação bancária ao introduzir o token XLM como um instrumento de liquidação eficiente e imutável para moedas fiat entre partes institucionais.

A IBM não emite o ativo de liquidação escolhido entre as partes, como Lund enfatizou em uma entrevista no início desta semana:

"Nossa visão sobre as stablecoins é que elas devem ser mais amplamente acessíveis e o que a World Wire procura fazer é fornecer a possibilidade de troca de ativos digitais entre instituições financeiras."