Depois de pontes a beira de cair, São Paulo anuncia que registrará obras públicas em blockchain

O Governo Municipal da Cidade de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, contratou a Construtivo, para implementar uma solução em blockchain para a Prefeitura, como reportou em 31 de agosto a revista Isto É Dinheiro.

A adoção da solução ocorre depois de diversos problemas com obras públicas, principalmente pontes e vias de acesso que tiveram de ser fechadas pois estava a beira de cair apesar de alto investimento público na construção das estruturas.

Segundo a publicação a plataforma da Construtivo que será usada pela Prefeitura é chamada Colaborativo e permite funcionalidades integradas de maneira segura para todos os usuários dos projetos, internos e externos. De acordo com Marcus Granadeiro, presidente do Construtivo, a SP Obras identificou a necessidade de uma plataforma de gestão de ativos e otimização do trabalho.

“É imprescindível que os dados, de todos os ativos de obras da cidade de São Paulo ou de projetos em andamento, estejam disponíveis on-line para qualquer tomador de decisão. A gestão de processos e documentos acontece em tempo real e a partir de qualquer local”, disse,

Ainda segundo a publicação a plataforma pode representar um ganho de tempo e dinheiro comparada ao atual processo de gestão utilizado pela Prefeitura de São Paulo.

“O primeiro grande ganho com a tecnologia é que tudo fica registrado, todos os comentários. Porque problemas na obra muitas vezes vão aparecer anos depois, e aí ninguém localiza o registro de nada. Com blockchain isso inexiste (...) O workflow automatizado impede que algo fique parado sem que se saiba onde e por quem", finalizou.

Como reportou o Cointelegraph, um Projeto de Lei criado por um Deputado Estadual de São Paulo pretende criar um imposto para transações com Bitcoin e criptomoedas.