Santos Futebol Clube fecha parceria com empresa de criptomoedas para reforma de estádio e construção de CT

O Santos Futebol Clube fechou neste final-de-semana uma parceria com a empresa Bolton Holding Group, responsável pela criptomoeda Bolton Coin, para a reforma de seu estádio, a Vila Belmiro, e a construção de um novo centro de treinamentos. A informação foi revelada pelo canal de TV FoxSports nesta segunda-feira, 25 de março. 

Segundo o anúncio, baseado em informações fornecida pela empresa especializada em criptos, o presidente santista, José Carlos Peres, reuniu-se com executivos da empresa em Dubai, no dia 21 de março, para tratar de um acordo para o novo projeto da Vila Belmiro. O site do Bolton Holding Group diz que a empresa tem a missão de “levar o legado de negócios tradicionais ao século 21 usando tecnologia emergente”.

Segundo as informações, o acordo traria ao estádio uma ampla reforma e uma nova cobertura, além de também prever a construção de um centro de treinamento para as categorias de base. Segundo o anúncio, a ideia do Bolton Holding Group é “divulgar a moeda e viabilizar a “Bolton Arena”.

Segundo o texto da Gazeta Press, se a parceria for efetivada, a Vila Belmiro poderia se chamar “Bolton Arena”. O investimento calculado para a reforma seria de aproximadamente R$ 150 milhões de investimento.

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, o presidente José Carlos Peres deu entrevista coletiva em sua volta ao Brasil. Segundo a Gazeta Press, ele criticou a repercussão do anúncio, as quais ele atribuiu à “negatividade” de parte dos torcedores.

“Muita gente torcendo contra! Estar no comando do Santos me fez ver que o torcedor do Santos é 90% do bem, mas em 10% de maioria do mal gravita ressentidos por não conseguirem empregos ou outras vantagens abomináveis. Mas, ao logo dos 70 anos aprendi que, mais cedo ou mais tarde, tudo que se faz recebe ou paga. No decorrer da vida a conta chega, de forma positiva ou negativa”.

Como o Cointelegraph noticiou, o Santos é mais um time brasileiro a tornar-se parceiro de uma empresa relacionada ao mundo cripto. Antes, Fortaleza, Atlético Mineiro e Corinthians lançaram suas próprias moedas digitais através da empresa FootCoin.