Presidente do Santander afirma que blockchain é impressionante

O presidente do Santander, Sérgio Rial, destacou os benefícios da tecnologia blockchain durante uma reunião do Conselho Superior do Agronegócio (Cosag), sediado na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), segundo publicou o portal oficial do Governo do Estado de São Paulo em 08 de outubro.

Segundo a publicação, o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado, Gustavo Junqueira, participou do evento assim como o secretário-adjunto de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Angêlo Mazzilo Junior, o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues e o presidente do Cosag, Jacyr da Silva.

A reunião destacou o agronegócio brasileiro, em que os palestrantes puderam abordar o cenário atual do setor, os principais desafios da atualidade, como trabalhar para superar os problemas e alcançar um patamar mais próspero para o agro nacional. O secretário Gustavo Junqueira demonstrou o apoio da pasta na área e salientou que o agro é o setor da economia mais privado.

“O Estado tem que participar o mínimo possível da vida do setor agro. Temos que lutar para que ele seja 100% privado. Assim, os produtores serão donos de seus respectivos futuros”, enfatiza.

Já o presidente do Santander em seu discurso, que tinha como foco a importância das instituições financeiras para facilitar a forma com que são feitos os pagamentos no agronegócio, dise que a tecnologia blockchain é impressionante.

“A arquitetura tecnológica pode ser feita via blockchain, que nada mais é do que uma forma de organizar dados armazenados por blocos interligados, permitindo uma capacidade de proteção de dados impressionante e uma agilidade extraordinária. Nós, as instituições financeiras, temos a obrigação, além de oferecer dinheiro competitivo, de ser motores e arquitetos da mudança na estrutura de pagamentos no agronegócio. Isso é produtividade e velocidade”, disse.

Como noticiou o Cointelegraph, o banco Santander lançou este mês novos recursos para seu aplicativo, o Way, entre as novas funcionalidades o app agora pode fazer pagamentos instantâneos diretamente pela lista de contatos do celular, antencipando medida a ser adotada pelo Banco Central do Brasil.

O aplicativo também vai permitir split de contas, pagamento e transferência via QR Code e já tem 7,5 milhões de usuários ativos e pretende chegar a 20 milhões de clientes em breve. O planejamento do banco é que o app atenda a pessoas que não são clientes da instituição até dezembro,  e pode agregar a Ben, emissora de benefícios, e o marketplace do Esfera, programa de fidelidade.

“Estamos adiantando uma demanda do Banco Central para pagamentos instantâneos, nesse momento circunscrito aos clientes do banco, mas no futuro, não", declarou o diretor de cartões e digital payments, Rodrigo Cury, que também falou que a ambição do banco é tornar o Way a principal forma de pagamento dos seus clientes.