Escola Saint Paul e IBM anunciam programas educacionais de TI que abrangem blockchain

A Saint Paul Escola de Negócios e a gigante de tecnologia IBM anunciaram dois programas educacionais dedicados a profissionais de Tecnologia da Informação, abordando temas como Inteligência Artificial, computação em nuvem, cibersegurança e blockchain. A notícia foi publicada pelo portal Segs nesta sexta, 30 de agosto.

Segundo a matéria, executivos "C-Level" de todas as áreas e especialistas de TI terão acesso aos programas educacionais.

Um dos programas, chamado Learning Digital Reinvention é voltado para lideranças e C-Levels que querem compreender estas novas tecnologias na prática e seu potencial de geração de oportunidades de negócios em suas áreas de atuação. A primeira turma está prevista para março de 2020.

O CEO da Saint Paul Escola de Negócios diz na matéria que "a maioria das lideranças já estão impactadas pelas mudanças que ocorrem fruto da reinvenção digital". E completa:

"Nesse contexto, queremos que os tomadores de decisão tenham apoio para dar o primeiro passo: conseguir compreender de verdade o que significam as tecnologias e como elas podem ser interceptadas para cada negócio. Quais as estratégias digitais e novos modelos econômicos e como reinventar seu negócio seguindo novas bases."

Já o segundo programa educacional é o IBM Skills Academy, que abrange diversos países da América LAtina e já foi objeto de notícia do Cointelegraph Brasil neste mês. O programa envolve aperfeiçoamento profissional nas diversas áreas já citadas: IA, cibersegurança, computação em nuvem, internet das coisas e blockchain.

Os cursos de AI e cibersegurança serão lançados em março de 2020, enquanto os demais devem acontecer ao longo do próximo ano. As aulas de ambos os programas educacionais devem acontecer nas instalações do Saint Paul Escola de Negócios, em São Paulo.

O presidente da IBM Brasil, Tonny Martins, explica o envolvimento da gigante de tecnologia na iniciativa educacional:

"Existe a necessidade evidente das escolas, universidades e empresas investirem na transformação e desenvolvimento dos profissionais na nova era digital. Por isso acreditamos que levar o conhecimento e a tecnologia da IBM para as instituições de ensino é uma forma de aproximar as duas realidades, o da prática dos negócios e da produção de conhecimento".

Como o Cointelegraph noticiou recentemente, Willie Tejada, gerente-geral e desenvolvedor-chefe na IBM, esteve no Brasil recentemente e disse: "Preparem-se para a era quântica com kubernetes e blockchain".