Ripple compra plataforma de pagamentos Logos Network para desenvolver produtos financeiros descentralizados

A Ripple, startup com sede em São Francisco, por trás do terceiro maior ativo no mercado cripto, o XRP, adquiriu a plataforma de pagamentos Logos Network para desenvolver produtos financeiros descentralizados (DeFi).

Em uma postagem de 27 de setembro, a iniciativa Ripple da Xpring, o braço de investimentos da empresa, integrou a Logos Network. Logos Network é uma plataforma de pagamento baseada em contabilidade distribuída que se concentra na velocidade e escalabilidade.

Explorando DeFi e construindo relacionamentos

Como parte da Xpring, a equipe da Logos estará explorando um sistema DeFi com o objetivo de alavancar o XRP em seu núcleo. Com a aquisição, o fundador e CEO da Logos, Michael Zochowski, liderará a DeFi Products, além de construir relacionamentos.

Comentando a iniciativa, Zochowski disse: “Esperamos que nossa equipe trabalhe em uma variedade de projetos em todos os níveis da plataforma Xpring, com um foco particular em permitir uma ampla gama de aplicativos DeFi. Continuamos acreditando firmemente que o futuro dos pagamentos e das finanças está na blockchain e na descentralização. ”

Projetos e despesas da Xpring

Em meados de agosto, a Xpring anunciou uma doação de 1 bilhão de XRP (aproximadamente US$ 265 milhões) para a plataforma de monetização da Coil. A Coil supostamente usará os fundos para construir um ecossistema de criadores, desenvolvedores, empresas e organizações sem fins lucrativos que usam o XRP através do padrão aberto de monetização web.

Em abril, a Xpring e a Bain Capital Ventures investiram na empresa Robot Ventures. Visando o ramo das fintech's e os disruptores de estratégia de produtos, a Robot Ventures investiu na empresa de cripto mineração Coinmine and Point, uma startup que desenvolve novas soluções de cartão de débito.

Em julho, a Xpring publicou dados sobre seus gastos em projetos XRP desde seu lançamento, em maio de 2018. Na época, a incubadora gastou US$ 500 milhões em projetos relacionados, distribuindo os fundos para mais de 20 empresas, incluindo a plataforma de jogos Forte, baseada em blockchain.