Incubadora Xpring, focada em Ripple, anuncia US$ 500 milhões investidos em projetos baseados em XRP

A incubadora e braço de investimento  da Ripple, Xpring, gastou US$ 500 milhões em projetos de XRP desde seu lançamento em maio de 2018, de acordo com um post no blog oficial em 2 de julho.

Esses fundos foram distribuídos a mais de 20 empresas, incluindo a plataforma de jogos baseada em blockchain Forte.

Em geral, o relatório diz que os investimentos da Xpring destinam-se a criar casos de uso para o token XRP do Ripple. Eles esperam conseguir isso tornando o desenvolvimento mais fácil e dizem que estão apoiando os desenvolvedores fornecendo “ferramentas, bibliotecas e serviços para desenvolvedores nos protocolos XRP Ledger e Interledger”.

Além disso, a Xpring está adotando uma abordagem em duas frentes para criar mais casos de uso, por meio de desenvolvimento de infraestrutura e projetos inovadores. Como exemplos de desenvolvimento de infraestrutura, eles citaram uma contribuição para os protocolos XRP Ledger e Interledger, ou seja, o ledger nativo do Ripple e um protocolo para interoperabilidade blockchain.

O anúncio observa brevemente que o Xpring também está focado em finanças descentralizadas e procurará investir em soluções baseadas em cripttomoedas para aspectos de finanças, como dívidas e derivativos.

Como relatado anteriormente pela Cointelegraph, o ex- diretor da Rede de Desenvolvedores do Facebook, Ethan Beard, foi apontado como o vice-presidente sênior do programa de desenvolvedores da Xpring e da Ripple. Também foi notado que o Ripple financiaria o Xpring, embora o Xpring operasse independentemente da Ripple.

Em 2 de julho, a ex-executiva da Ripple, Catherine Coley, foi contratada como CEO da BAM Trading Services, a operadora da Binance US - uma nova filial exclusiva da Binance nos Estados Unidos. Coley trabalhou anteriormente como especialista em gestão de liquidez na Ripple de 2017 a 2019, com o recente título de Head of XRP Institutional Liquidity.