Ripple CEO afirma que Moneygram usar XRP é algo maior que o Libra do Facebook

Brad Garlinghouse, CEO da Ripple, diz que a empresa está analisando vários investimentos e aquisições após sua parceria de US$ 30 milhões com a MoneyGram em junho deste ano.

Como o Yahoo! Finance informou em 9 de agosto, o acordo da Ripple com a MoneyGram - a segunda maior empresa de remessas em todo o mundo - testemunhou a aquisição de uma participação de 10% na entidade, com uma opção de aumentar seu investimento em mais US$ 20 milhões dentro de dois anos.

Moneygram começa a usar o xRapid

A MoneyGram começou a usar o produto de liquidez xRapid da Ripple em 3 de agosto - uma clásula central do acordo de US$ 30 milhões - conforme revelado pelo CEO da Moneygram, Alex Holmes, durante a conferência de resultados do segundo trimestre da empresa no início deste mês.

O XRapid - que usa o token XRP para facilitar a liquidação instantânea do dinheiro enviado em uma moeda para uma moeda de destino - não é usado por muitos outros clientes da Ripple, como Santander, Standard Chartered e American Express.

Em sua entrevista ao Yahoo! Finance, Garlinghouse rejeitou a noção de que a Ripple havia concedido alguma vantagem às ações da Moneygram para garantir que a empresa adotasse a tecnologia:

"Eu não caracterizaria isso como um incentivo [...] estamos recebendo mais e mais clientes para se inscrever e estamos de olho esse valor. Se quisermos acelerar, temos a opção de fazer coisas que possam ser percebidas e caracterizadas por alguns como um incentivo”.

Garlinghouse revelou que a Ripple pagou um alto preço pelo negócio, dada a relutância da empresa de private equity Thomas H. Lee Partners em vender a valores de mercado: as ações da Moneygram caíram quase 80% nos 12 meses que antecederam a parceria, mas subiram 168% desde então.

"Esse é um grande negócio"

A parceria da Moneygram, alegou Garlinghouse, representa um dos primeiros casos de uso de um ativo cripto na produção em escala:

“Esse é um grande negócio. Se eu tivesse que apostar agora, daqui a um ano o acordo Moneygram terá um impacto mais consequencial nos mercados de cripto do que o white paper do Libra”.

Com os volumes xRapid subindo 170% entre o primeiro e o segundo trimestre de 2019 - mesmo antes do desdobramento da Moneygram - o CEO prevê que o xRapid atingiria mais de US$ 1 bilhão em volume até 2020.

Atualmente, a Ripple está negociando com duas novas instituições financeiras por semana - com mais de 200 contratos com clientes globais já em seu currículo. Garlinhouse espera que cerca de 100 novos contratos sejam assinados neste ano, dos quais 20% envolverão xRapid e XRP.

Conforme relatado, a Ripple aumentou suas vendas trimestrais de XRP em cerca de 48% no segundo trimestre de 2019, vendendo US$ 251,51 milhões em valor de token.