Queda do preço do Bitcoin não foi causada por pirâmide bilionária, dizem pesquisadores

A recente queda de preço do Bitcoin (BTC) não foi causada pela venda de Bitcoin do esquema Ponzi chinês de US$ 3 bilhões PlusToken, de acordo com pesquisadores da empresa de análise de cripto TokenAnalyst.

Empresa de análise de cripto: o PlusToken não pode ser a causa

Como relata a Bloomberg em 15 de agosto, Sid Shekhar, cofundador da firma de análises de cripto com sede em Londres TokenAnalyst, disse que um despejo de Bitcoin pelas operadoras PlusToken não pode ser a causa da recente queda nos preços.

Notavelmente, a empresa não encontrou nenhuma evidência de que a PlusToken tenha transferido quantidades significativas de Bitcoin para qualquer endereço de exchange conhecido. Shekhar disse:

"Não parece que nenhum desses endereços seja de propriedade de exchange. [...] Então isso foi esclarecedor. Vamos ficar de olho nos desdobramentos para ver se eles movimentam centenas de milhões em exchanges em algum momento.”

Afirmações contestadas

As descobertas contestam as alegações recentes de Dovey Wan, sócia-fundadora da empresa de investimentos baseada em blockchain Primitive Ventures, que suspeita que a PlusToken tenha vendido grandes quantidades de Bitcoin.

Porém, o TokenAnalyst analisou as transações da PlusToken na blockchain do Bitcoin e descobriu que milhares de Bitcoins foram enviados para serviços de mistura de cripto on-line para que a origem das moedas fosse encoberto.

Grande parte do dinheiro dos golpistas foi filtrado para serviços de mistura há cerca de um mês, acrescentou Shekhar.

Como relatou o Cointelegraph em julho, Vanuatu, um país insular no Pacífico, extraditou seis cidadãos chineses para a seu país-natal presos no desenrolar de uma investigação em curso da PlusToken.