Quase 80% dos participantes em eventos de criptomoedas são do sexo masculino, aponta relatório

Dos participantes em eventos sobre criptomoedas 79% são homens. O dado foi revelado pela empresa de software Bizzabo na última segunda-feira, 28 de janeiro. 

Depois de analisar as informações de registro de 100 eventos relacionados às criptos em 15 países, a Bizzabo descobriu que a esmagadora maioria dos participantes era do sexo masculino. Foram coletados dados de países como Estados Unidos, Reino Unido, BélgicaCanadá, Israel, Hong Kong, China e Austrália, com os EUA na liderança do ranking de eventos do setor. 

Ainda de acordo com a análise, 57% dos participantes estavam empregados no setor financeiro, enquanto outros 14% trabalhavam em áreas como TI, software de computador (13%) e em bancos (10%). Alon Alroy, cofundador da Bizzabo, disse: "Assim como na indústria de tecnologia, em geral há uma falta de diversidade de gênero no espaço global das moedas virtuais". Alroy acrescentou:

“A falta de diversidade de gênero entre os participantes apresenta a realidade das indústrias das quais a maioria dos inscritos vem. Os setores de serviços financeiros e tecnologia têm lutado com a inclusão e isso tem um impacto em cascata no mix de gêneros nesses eventos.”

Em novembro de 2018, a empresa divulgou um Relatório de Diversidade de Gênero e Inclusão em Eventos, que concluiu que 70% de todos os palestrantes do evento nos EUA, no Canadá e no Reino Unido eram do sexo masculino. Nesse estudo, os EUA exibiram a maior inclusão, com 35% de seus falantes femininos e 65% masculinos.

As empresas de criptomoedas realizaram suas próprias pesquisas sobre a demografia dos investidores do mercado. Em setembro de 2018, a empresa de financiamento de criptos Circle publicou um estudo revelando que as mulheres millenials investem 50% menos em criptomoedas na comparação com os homens.

Embora ainda sub representadas nas indústrias de criptos e blockchain, um relatório de junho de 2018 da britânica Block Exchange mostrou que a quantidade de mulheres considerando investimentos em criptomoedas dobrou desde o início do ano.