Relatório: Proprietária da Louis Vuitton e da Christian Dior desenvolve projeto DLT com ConsenSys e Azure

A gigante de produtos de luxo francesa Moët Hennessy Louis Vuitton SE (LVMH) estaria trabalhando com a ConsenSys e a Microsoft Azure para desenvolver uma plataforma blockchain para rastrear seus produtos, segundo a agência de notícias cripto CoinDesk noticiou em 26 de março.

Batizada de AURA, a plataforma baseada em blockchain estaria programada para ir ao ar em maio ou junho de 2019 com duas subsidiárias da LVMH: a Louis Vuitton e a Parfums Christian Dior.

Louis Vuitton é uma casa de luxo francesa fundada em 1854 e conhecida por seu logo de assinatura LV, enquanto a Parfums Christian Dior é uma linha de perfumaria e cosméticos de outra casa de luxo francesa, Christian Dior.

De acordo com o relatório, a plataforma AURA é baseada na plataforma blockchain Quorum da JPMorgan, que roda na blockchain Ethereum (ETH).

Quando abordado pelo Cointelegraph, um porta-voz da ConsenSys negou comentários sobre a alegada cooperação com a iniciativa.

No estágio inicial, a AURA é projetada para comprovar a autenticidade dos produtos de luxo da LVMH, permitindo rastrear desde a origem até os pontos de venda, uma fonte anônima e ligada ao assunto disse ao CoinDesk. No próximo estágio, empresa pretende explorar a proteção da propriedade intelectual criativa, bem como ofertas exclusivas, eventos para clientes e fraudes anti-publicidade, revelou a fonte.

Para oferecer a plataforma blockchain, a LVMH teria contratada uma equipe blockchain em full-time que tem trabalhado no projeto AURA por mais de um ano, supostamente trabalhando com a entidade de desenvolvimento de ConsenSys e o serviço de nuvens da Microsoft, Azure.

Depois que a AURA estiver com o piloto aprovado, o projeto planeja expandi-la para outras marcas da LVMH, assim como eventualmente para seus concorrentes, segundo o CoinDesk.

Recentemente, a grande empresa de entregas dos Estados Unidos UPS anunciou o lançamento de uma plataforma baseada em blockchain para aprimorar suas cadeias de suprimento. Chamada Inxeption Zippy, o novo projeto blockchain é desenvolvido com a empresa de tecnologia e-commerce Inxeption, e é desenhado para aprimorar o sistema de distribuição de produtos, assim como rastrear toda a cadeia de suprimentos desde a listagem de produtos até a entrega.

Mais cedo nesta terça, a empresa de bebidas alcoólicas de 130 anos William Grant & Sons também anunciou que uma de suas marcas irá levar um uísque na blockchain para confirmar sua proveniência.