JPMorgan testa sua plataforma Blockchain Quorum após ano de desenvolvimento

O JPMorgan Chase, o National Bank of Canada e outros participantes do setor bancário testaram a plataforma Blockchain Quorum com a intenção de tornar mais eficiente o processo de emissão de instrumentos financeiros, informou a Reuters na sexta-feira, 20 de abril.

Outros participantes da experiência de 18 de abril foram a Goldman Sachs Asset Management, a Pfizer Inc., a Western Asset da Legg Mason Inc e outros investidores em certificados de depósito.

A Reuters escreve que o teste do Quorum, que o JPMorgan vem desenvolvendo desde o ano passado, "espelhou a oferta de US$150 milhões do banco canadense no mesmo dia do certificado de depósito Yankee de taxa flutuante de um ano".

David Furlong, vice-presidente sênior de inteligência artificial (IA), capital de risco e Blockchain no Banco Nacional do Canadá, disse que "as tecnologias relacionadas a blockchain têm o potencial de provocar grandes mudanças na indústria de serviços financeiros".

Em março, o JPMorgan informou que estava considerando tornar o Quorum uma entidade independente como forma de atrair mais parceiros que poderiam ser afugentados se também fossem concorrentes do JP Morgan.

Umar Farooq, chefe de iniciativas Blockchain do JPMorgan, disse à Reuters hoje que um excesso de solicitações de atendimento ao cliente é um dos motivos para desmembrar o Quorum. Farooq acrescentou que tem havido interesse demonstrado por algumas instituições financeiras anônimas, e que, entretanto, o Quorum se desenvolve ao receber os engenheiros experientes do Blockchain de outras divisões do JPMorgan:

“Ainda não vimos muitas coisas em grande escala entrarem em produção ainda. Existem poucos casos em que a Blockchain pode realmente brilhar.”

A plataforma Quorum é executada no Blockchain Ethereum (ETH) e é modelada após o cliente Ethereum Go. A plataforma é usada pelas empresas farmacêuticas Pfizer (que participaram do teste) e pela Genentech, além do Microsoft Azure, entre outros.