Empresa de bebidas alcoólicas de 130 anos William Grant & Sons vai rastrear uísque em blockchain

A marca de scotch whisky premium Ailsa Bay is reportedly está pra lançar o que podem ser os primeiros uísques escoceses rastreados em um sistema baseado em blockchain. O website ligado a bebidas alcoólicas The Drinks Business reportou a iniciativa em 26 de março.

A Ailsa Bay é de propriedade da William Grant & Sons (WG&S), uma empresa de bebidas alcoólicas fundada em 1887 que, de acordo com o Crunchbase, teria uma receita anual de cerca de US$ 80 milhões. Segundo a reportagem, a WG&S fechou parceria com a empresa blockchain arc-net para desenvolver novos produtos e um sistema que irá rastrear todos os processos de manufatura e destilação desde a fonte até a loja.

A iniciativa teria o objetivo de combater a falsificação no Reino Unido e também permitiria à empresa coletar dados de clientes existentes e empotencial, ao aplicar sistemas de localização que determinariam onde os produtos são comprados. Um relatório diferente da The Drinks Business diz que as perdas do R.U. por falsificação de vinho e destilados é de £218 milhões (mais de US$288 milhões) todo ano.

O uso de blockchain para rastrear produtos valiosos e de luxo, enquanto garantem sua autenticidade, vem ganhando tração. Um dos últimos exemplos é a introdução de uma plataforma de rastreamento de diamantes baseada em blockchain do Ministério da Educação e Ciência da Rússia em fevereiro.

Além disso, em abril do ano passado, líderes da indústria de ouro e diamante firmaram parceria com a gigante de tecnologia IBM para desenvolver uma rede de blockchain para rastrear a origem de peças jóias acabadas.