WSJ: ICO arrecada US$ 118 milhões no 1º trimestre em 2019, mais de 58 vezes menos que no mesmo período de 2018

Cerca de US$ 118 milhões foram arrecadados por meio de ofertas iniciais de moeda (ICOs) no primeiro trimestre de 2019, mais de 58 vezes menos do que US$ 6,9 bilhões, valor levantado durante o mesmo período de 2018, informa o Wall Street Journal em 31 de março.

A reportagem cita dados fornecidos pelo site de análise de ICO TokenData. O WSJ argumenta que os investidores foram espantados pelas ações dos reguladores contra as ICOs não-conformes, bem como pelo mercado comum de baixa no último ano.

Um dos casos mais recentes aconteceu em fevereiro, quando a Comissão de Valores Mobiliários (SEC) dos Estados Unidos acusou a empresa de cripto Gladius Network de vender títulos não registrados depois que a empresa se autorrelatou para a comissão.

No mês passado, o sócio-fundador da Future Perfect Ventures, Jalak Jobanputra, afirmou que as avaliações de capital de risco também foram profundamente afetadas pelo mercado de baixa renda da criptomoeda.

O recente relatório também revela que dos 2.500 projetos que a TokenData rastreou desde 2017, supostamente apenas 45% conseguiram arrecadar dinheiro com sucesso.

Além disso, o WSJ também cita a TokenData dizendo que apenas 15% dos tokens emitidos em ICOs de sucesso estão sendo negociados a um preço igual ou superior ao preço original.

O artigo citou o advogado e consultor Joshua Ashley Klayman afirmando que as próprias ICOs podem desaparecer, mas o mercado de títulos digitais não desaparecerá. Recentemente, as chamadas ofertas de security token (STOs) receberam maior atenção do setor privado e dos órgãos reguladores do governo globalmente.

No contexto dos EUA, os investidores enfrentam um cenário regulador de retalhos quando se trata de vendas de tokens. Em fevereiro, o estado de Wyoming aprovou uma lei relacionada à tokenização de blockchain, enquanto uma lei semelhante foi aprovada em Delaware em setembro de 2017.

Nesta semana, o Cointelegraph informou que o proprietário de uma startup que acabou cancelando sua ICO estava tentando vender a empresa no eBay por US$ 60.000. A startup, chamada “Sponsy”, é descrita como um projeto blockchain que está totalmente preparado para lançar uma ICO e uma STO.