Agora é oficial: Rakuten, SBI e Monex lançam Associação STO do Japão

Seis grandes corretoras japonesas, dentre as quais a SBI Securities e a Rakuten Securities, estabeleceram oficialmente a Associação de Oferta de Security Tokens (STO) do Japão.

Os outros quatro membros da nova associação incluem Nomura Securities, Daiwa Securities, Kabu.com Securities e a gigante financeira do Japão Monex, que anunciou oficialmente a notícia em 1º de outubro.

Sediada em Tóquio, a Associação STO do Japão é lançada para apoiar o desenvolvimento da angariação de fundos de STO, consolidando a experiência no setor, garantindo o cumprimento das leis e protegendo os investidores.

Desenvolvimento de autorregulação

Presidida por Yoshitaka Kitao, CEO e diretor representativo da SBI Holdings e um executivo do Ripple Labs, a associação geral incorporada estará colaborando principalmente no desenvolvimento de autorregulamentações para as STOs, de acordo com o comunicado à imprensa.

No anúncio, a Monex enfatizou a diferença entre as STOs e as ofertas iniciais de moedas (ICOs), um tipo de captação de recursos em que uma empresa geralmente emite sua própria criptomoeda.

A Monex enfatizou que o setor da ICO experimentou alguns casos fraudulentos, enquanto a emissão e o comércio de tokens de segurança são legalmente reconhecidos e sua popularidade global está crescendo como uma nova metodologia de financiamento.

A Monex, proprietária da grande exchange de criptomoedas japonesa Coincheck, também revelou os planos da nova organização de obter a certificação como uma Associação Autorizada de Empresas de Instrumentos Financeiros, a fim de alavancar totalmente seus recursos de autorregulação.

Em 30 de setembro, o Wall Street Journal informou que grandes empresas relacionadas a cripto nos Estados Unidos, como Coinbase e Kraken, estão se unindo para lançar um sistema de classificação para definir conjuntamente quais ativos digitais são valores mobiliários.