PwC faz parceria com a BitFury para criar o aceleraor blockchain na Rússia

A empresa de consultoria que é membro do Big Four da auditoria PricewaterhouseCoopers (PwC) fez uma parceria com o Bitfury Group, empresa de software de mineração e blockchain, para criar um acelerador blockchain para empresas na Rússia, de acordo com um comunicado de imprensa da PwC divulgado hoje, 13 de dezembro.

O comunicado explica que a PwC já usou a estrutura de código aberto da Exonum — quadro regulatório de código aberto para criar aplicativos blockchain da Bitfury — para cursos e seminários educacionais.

De acordo com o comunicado, o principal objetivo do novo acelerador é atender às “necessidades atuais” dos clientes corporativos da gigante de consultoria na Rússia. Victor Nelin, gerente de consultoria de TI na filial russa da PwC, afirmou que a Bitfury e a PwC fornecerão produtos “fundamentalmente novos” para empresas de diferentes setores nos próximos anos.

O lançamento também cita um estudo recente da PwC sobre a implementação de blockchain no setor de energia. A empresa acredita que o blockchain pode “drasticamente” mudar a economia moderna e cortar custos de pessoal e infraestrutura com a automação dos processos de negócios.

Com uma receita total de mais de US $ 41 bilhões para o ano fiscal de 2018, a PwC é atualmente a segunda maior entre as quatro grandes empresas de serviços profissionais.

Como a Cointelegraph relatou anteriormente, em novembro a filial russa da Bitfury lançou outro acelerador blockchain com a Plekhanov Russian University of Economics, que tem sede em Moscou. Como parte da parceria, a universidade comprometeu-se a oferecer cursos relacionados a blockchain e programas educacionais adicionais.

A PwC também lançará seu próprio acelerador para reforçar o conhecimento de blockchain de seus funcionários por meio de um programa de dois anos a partir de janeiro de 2019. A empresa, sediada no Reino Unido, espera treinar até 1.000 funcionários.