Proposta para ETF de Futuros do Bitcoin cancelada por pedido da SEC

A Securities and Exchange Commission (SEC) americana solicitou a retirada de um fundo negociado em exchange (ETF) da Reality Shares ETF Trust, de acordo com um artigo publicado pela SEC em 12 de fevereiro.

No documento, a SEC especifica que a retirada foi "a pedido de chefes da Securities and Exchange Commission. Nenhum título foi vendido em conexão com a oferta do fundo.”

Reality Shares ETF Trust - que é uma unidade da empresa focada em criptos fintech Blockforce Capital - inicialmente apresentou uma proposta para um ETF, que investiria em uma carteira que inclui instrumentos de títulos de dívidas e futuros de Bitcoin (BTC), em 11 de fevereiro. Após a solicitação da SEC, o arquivamento de ETF foi retirado por ações de Reality.

Na aplicação, a empresa afirmou que o ETF proposto foi projetado para “fornecer exposição de investimento a moedas globais, tanto moedas fiat e virtuais, que foram amplamente adotadas (por exemplo, como reserva de valor, remessa internacional, comércio de câmbio) em todo o mundo.”

Em relação aos futuros de BTC, o fundo teria investido através de uma subsidiária integral de propriedade das Ilhas Cayman nos futuros BTC liquidados em dinheiro que são atualmente negociados na CBOE Futures Exchange (CFE) e Chicago Mercantile Exchange (CME).

No início de fevereiro, a Cointelegraph informou que a AdvisorShares, empresa americana de gestão de investimentos, e a Sabretooth Advisors, empresa de assessoria de investimentos, lançarão em conjunto um ETF que acompanha empresas de tecnologia, incluindo aquelas envolvidas com blockchain e computação em nuvem. A ideia por trás do novo ETF é que as entidades envolvidas com tecnologias emergentes poderiam alcançar um aumento de lucratividade e aumentos nos preços das ações dentro de um prazo razoável.

No final de janeiro, o Chicago Board Options Exchange, juntamente com a empresa de investimentos VanEck e a empresa de serviços financeiros SolidX, re-aplicaram na SEC para uma mudança de regra para listar um ETF do BTC. Enquanto as emp0resas primeiro arquivaram com a SEC para listar um ETF baseado em Bitcoin em 6 de junho de 2018, o processo de requerimento sofreu vários atrasos, uma vez que a SEC retraiu sua decisão em várias ocasiões.