Pós-audiência do Libra: membros do Comitê do Senado discutem regulação

Os senadores americanos Mike Crapo e Sherrod Brown, respectivamente presidente e membro do Comitê Bancário do Senado dos EUA, deram declarações sobre suas posições quanto à regulação cripto. Ambos mostraram-se abertos a uma política para abordar grandes empresas de tecnologia.

Os senadores deram suas declarações durante uma coletiva de empresa ocorrida na sequência da audiência do Libra do Facebook no Comitê Bancário da casa, em 16 de julho.

O senador Crapo enfatizou a importância do desenvolvimento de uma estrutura abrangente da regulação para a proteção de dados - não apenas para o Facebook, mas para todas as empresas de internet que desejam lançar suas próprias moedas cripto, conforme o Conselho de Supervisão da Estabilidade Financeira (Financial Stability Oversight Council) dos bancos. Crapo declarou:

“Temos que entender como deve ser estruturada a proteção de dados nos Estados Unidos [...] Precisamos passar para uma abordagem abrangente. Qual é exatamente essa estrutura, eu ainda não posso te dizer.”

Um dos jornalistas presentes perguntou se Crapo estava pedindo por uma "lei de privacidade abrangente", e Crapo confirmou.

O senador Brown concordou com seu colega, ressaltando que "será difícil criar algo abrangente, mas espero que seja possível".

Brown também levantou outra questão, dizendo que o público não confia mais em grandes empresas de tecnologia:

"Parece claro, por exemplo, que os americanos não confiam em Wall Street. E agora o que acontece é que eles estão colocando grandes empresas de tecnologia e grandes bancos na mesma categoria. Porque eles enxergam neles, no Facebook e outras empresas de tecnologia, a traição e enfraquecimentos de nossos valores democráticos."

Brown também falou sobre um projeto de lei em discussão no Comitê de Serviços Financeiros da Câmara, chamada “Keep Big Tech Out Of Finance Act” (mantenham as grandes empresas de tecnologia fora das finanças", que pode proibir que grandes empresas de tecnologias lidem com serviços de ativos digitais, como são as cripto:

“Uma grande plataforma não pode estabelecer, manter ou operar um ativo digital que é destinado ao uso amplo como meio de câmbio, unidade de conta, reserva de valor ou qualquer outra função semelhante, conforme definido pelo Conselho de Governadores da Federal Reserve”.

Brown declarou:

"Eu gosto que o projeto esteja provocando isso. Ainda não sei o suficiente sobre o que ele propõe, mas gosto que esteja levantando essa questão e querendo colocar a caneta no papel."

Como já noticiado pelo Cointelegraph, o libertário Ron Paul recently deu novas declarações sobre criptomoedas. De acordo com Paul, o governo não deveria estar regulando o espaço criptográfico para qualquer propósito que não seja evitar fraudes reais.