Banco Central das Filipinas vê Demanda de Requerimentos de Licenças de Casas de Câmbio de Criptomoedas

O banco central das Filipinas, Bangko Sentral ng Pilipinas (BSP), espera que haja poucas empresas no país que solicitarão uma licença para oferecer um serviço de troca de criptomoeda desde a implementação do novo quadro regulatório para moedas digitais em fevereiro 2017.

Sob o marco, as empresas que desejam operar casas ee câmbio de criptomoeda devem solicitar uma licença e cumprir com os requisitos antilavagem de dinheiro (AML) e conheça seu cliente (KYC).

De acordo com Chuchi Fonacier, da Divisão de Supervisão e Exame do BSP, houve menos de 10 pedidos arquivados desde a implantação dos novos regulamentos.

"Revisamos os modelos de negócios de alguns dos candidatos e aguardamos a apresentação de requerimentos adicionais".

Possíveis razões por trás dos depósitos menores do que os esperados

Com base na declaração do funcionário do BSP, o baixo número de candidatos decepcionou o regulador. A baixa participação dos candidatos pode ser devido a vários motivos. Entre eles estão os requisitos regulamentares para o processo de licença e registro e o mandato do BSP sobre as casas de câmbio para enviar relatórios periódicos para que ele possa monitorar rigorosamente o volume de negócios e o uso de moedas digitais no país.

Não há planos para novas regras

O BSP anunciou que não está considerando a emissão de regulamentos adicionais para o comércio de criptomoeda até o momento. De acordo com Fonacier, o regulador apenas continuará monitorando os desenvolvimentos no mercado. No entanto, se forem observados riscos significativos no mercado, o regulador está preparado para tomar as medidas necessárias e apropriadas para resolver qualquer problema que possa surgir.

Com base na estrutura, o BSP pretende regular as criptomoedas quando são utilizadas para a entrega de serviços financeiros, especificamente para pagamentos e remessas.


Siga-nos no Facebook