Processador de pagamentos Stripe lança serviço de empréstimo para empresas on-line

A processadora de pagamentos on-line Stripe anunciou o lançamento de seu serviço de empréstimo, o Stripe Capital, para empresas de internet nos Estados Unidos.

Em 5 de setembro, a Stripe anunciou o lançamento em uma postagem em seu blog, observando que, uma vez aprovado, o acesso aos fundos geralmente é concedido no dia seguinte. O comunicado de imprensa declara:

"A integração total do Stripe Capital com a Stripe significa que não há um aplicativo demorado. A elegibilidade é determinada rapidamente, os fundos batem na conta de um usuário da Stipe no próximo dia útil e as empresas podem pagar à medida que faturam. [...] Além de atender diretamente aos usuários da Stripe, a empresa também estenderá o Stripe Capital para seus parceiros de plataforma (como construtores de lojas on-line e empresas B2B SaaS), permitindo que elas ofereçam a seus próprios usuários de negócios acesso a financiamento inteligente.”

Pagamentos automatizados, sem atrasos de taxas

Note-se também que o algoritmo do Stripe Capital considera "centenas de sinais relevantes para cada negócio, incluindo volume de pagamento, porcentagem de clientes recorrentes, frequência de pagamento e alterações no crescimento da receita".

De acordo com o anúncio, os pagamentos são automatizados com uma porcentagem fixa de vendas diárias e não há cobranças de juros recorrentes ou taxas atrasadas.

A companhia explica ainda que o acesso ao serviço não se limita às empresas que rodem diretamente na Stripes e que as plataformas também podem oferecer acesso de capital aos usuários de trading.

O diretor de produtos da empresa, Will Gaybrick, abordou a importância de conceder acesso a fundos para pequenas empresas:

"É importante pensar na inclusão financeira não apenas em termos de consumidores, mas também em termos de negócios. Empresas - especialmente pequenas empresas - e startups tsão os motores para a criação de empregos em nossa economia. Deve ser trivialmente simples e rápido para acessar o capital necessário para suavizar seu fluxo de caixa e investir em seu próprio crescimento.”

Notavelmente, a empresa também é um dos parceiros oficiais do projeto de criptomoeda do Facebook, o Libra.

Como o Cointelegraph relatou em janeiro, a Stripes anunciou sua controversa decisão de abandonar o suporte ao Bitcoin (BTC) citando altas taxas e nominando várias altcoins como alternativas mais viáveis.