Plataforma de pagamentos Square registra alta receita com Bitcoin, mas baixo lucro com a cripto no 1T de 2019

A plataforma de pagamentos Square obteve uma nova alta receita com as vendas de Bitcoins (BTC) através de seu aplicativo Cash, enquanto os lucros das vendas da cripto permaneceram baixos, segundo uma carta aos acionistas destacando os números financeiros do primeiro trimestre de 2019.

Em sua recente carta sobre ganhos - que não foi auditada - a Square revelou que no primeiro trimestre de 2019 a receita líquida total da empresa cresceu 43% ao ano, totalizando US$ 959 milhões, sendo que a receita com Bitcoin foi de US$ 65,5 milhões. Os custos relacionados ao Bitcoin para o mesmo período, no entanto,  totalizaram US$ 64,7 milhões, o que significa que o lucro líquido com Bitcoin somou aproximadamente US$ 830 mil.

No quarto trimestre de 2018, a empresa registrou uma receita líquida total de US$ 933 milhões, com US$ 52 milhões atribuídos à receita com Bitcoin. Ao mesmo tempo, os custos com BTC foram de US$ 51,9 milhões.

A Square tornou a negociação de Bitcoin disponível para usuários em fevereiro do ano passado. Como a Square opera em uma rede de pontos de venda, a inclusão do BTC em seus serviços móveis significa que qualquer traders que use o sistema de pagamento da Square poderá aceitar o Bitcoin como forma de pagamento.

Em março, o CEO da Square e do Twitter, Jack Dorsey, anunciou que a Square estava contratando engenheiros de criptomoedas com pagamentos em Bitcoins. Dorsey comentou ainda que a decisão de pagar funcionários em moeda digital é baseada na intenção de “tornar o ecossistema das criptomoedas melhor”, contribuindo assim para a comunidade Bitcoin.

Como informado pelo Cointelegraph em janeiro, o provedor de meios de pagamento com criptomoedas BitPay informou US$ 1 bilhão em transações no ano passado. No final de 2018, o CEO da BitPay alegou que espera que a adoção em massa do Bitcoin ocorra entre três e cinco anos. Em novembro, o diretor comercial da BitPay, Sonny Singh, previu que o preço do BTC aumentará para entre US$ 15.000 e US $ 20.000 até o final de 2019.