Serviço de pagamentos cripto BitPay relata haver processado mais de 1 bilhão de dólares em transações em 2018

A BitPay, importante prestadora de serviços de pagamento de criptomoedas, anunciou 1 bilhão de dólares em transações no ano passado, de acordo com um comunicado de imprensa divulgado em 16 de janeiro.

Segundo o relatório, a empresa também estabeleceu um novo recorde para si própria em termos de receita de taxas de transação. Entre os principais novos clientes no ano passado, a BitPay citou Dish Networks, HackerOne e o estado de Ohio.

A BitPay também informou que seus negócios B2B cresceram quase 255% em relação a 2017.

Apesar de um enorme declínio nas criptos em 2018, o CEO e cofundador da BitPay, Stephen Pair, argumentou que a empresa teve crescimento ao longo do ano porque seu produto é “mais barato e mais rápido do que uma transferência bancária na maioria das regiões do mundo”.

Embora a BitPay ainda esteja focada no Bitcoin (BTC), o serviço reporta que também adicionou suporte de liquidação para outras criptomoedas, como o Bitcoin Cash (BCH) e as stablecoins USD Coin (USDC), Gemini dollar (GUSD) e Paxos Standard (PAX).

Em abril, a BitPay garantiu US$ 40 milhões em uma rodada de financiamento da Série B que incluiu grandes atores do setor de cripto e TI, como o cofundador da Tencent, Alvin Liu e Christopher Klauss Family Office, fundador da Internet Security Systems (ISS), empresa adquirida pela IBM em 2006.

No final de 2018, o CEO da BitPay afirmou que espera que a adoção em massa do Bitcoin ocorra de três a cinco anos. Em novembro, o diretor comercial da BitPay, Sonny Singh, previu que o preço do Bitcoin subirá para algo entre 15 e 20 mil dólares até o final de 2019.

Também em novembro, Cointelegraph informou sobre a pesquisa da empresa de dados blockchain Chainalysis afirmando que o uso de Bitcoin para pagamentos comerciais caiu significativamente em 2018.