Ohio "se candidata" a ser o primeiro estado dos EUA a aceitar Bitcoin para impostos, relata o WSJ

O estado norte-americano de Ohio está pronto para se tornar o primeiro estado a aceitar o Bitcoin (BTC) como pagamento de impostos, reportou o Wall Street Journal (WSJ) em 25 de novembro.

Como o WSJ escreve, o movimento inicialmente se aplica apenas a empresas, com planos de estender a oferta aos contribuintes individuais no futuro. A partir desta semana, as empresas sediadas em Ohio poderão se registrar para pagar todos os seus impostos na criptomoeda líder. Os pagamentos estão supostamente definidos para serem processados através do serviço de pagamento cripto BitPay.

Como o WSJ relata, o movimento amigo da cripto foi iniciado pelo tesoureiro estadual Josh Mandel, que disse aos repórteres que está procurando “planejar [uma] bandeira” para Ohio em termos de adoção nacional de criptomoeda:

"Eu vejo [o bitcoin] como uma forma legítima de moeda."

Mandel também disse à publicação que está "confiante de que esta iniciativa de criptomoeda continuará" depois que seu mandato terminar em janeiro deste ano. Como funcionário eleito do estado, Mandel disse aos jornalistas que ele é capaz de decidir que seu escritório aceitará a moeda digital "sem aprovação do legislativo ou do governador", informa o WSJ.

Em contraste, vários projetos de lei em outros estados dos EUA no ano passado que propõem a aceitação da cripto por impostos foram iniciados, mas os legisladores estaduais atrasaram sua passagem final.

Como a Cointelegraph reportou em maio, a Câmara dos Deputados do Arizona aprovou uma lei de impostos que permitiria aos cidadãos pagar seus impostos usando criptos, mas após a votação, a iniciativa foi bloqueada com emendas.

Em fevereiro, o estado americano da Geórgia também apresentou um projeto de lei para aceitar criptomoedas como uma forma válida de pagamento de impostos e licenças estaduais. No momento da publicação, o status do projeto de lei indica "progresso de 25%, parado na comissão".