Número de carteiras ativas de Bitcoin aumentou antes do aumento do mercado de criptos

O número de carteiras ativas de Bitcoin (BTC) aumentou nas duas semanas que antecederam o recente surto de criptomoedas, Bloomberg relatou em 3 de abril.

Citando a análise da empresa de inteligência de mercado Flipside Cripto, a Bloomberg informou que um grande número de carteiras digitais segurando Bitcoins tornou-se ativa duas semanas antes do rali de cripto mercado. O Bitcoin disparou em 2 de abril, ganhando 15% durante a noite e empurrando mais de US$ 4.500 pela primeira vez este ano.

De acordo com a Flipside Cripto, entre 40% e 50% de todas as Bitcoins foram mantidas em carteiras digitais que estavam inativas dentre um a seis meses, enquanto a média teria sido de 10% desde 15 de março. Eric Stone, cofundador e chefe de ciência de dados na Flipside Crypto, disse que "há mais pessoas aquecendo a idéia de comprar Bitcoin".

Stone também disse que os movimentos de preços são geralmente o resultado do interesse em criptomoedas de alguns grandes proprietários. A recente mudança reflete o caso no ano passado, quando o Bitcoin subiu 40%, embora desta vez muitos pequenos investidores estejam "acordando". Dave Balter, cofundador e CEO da Flipside Crypto, afirmou:

"Nós vemos este movimento muito mais válido do que alguns movimentos de baleias em outubro. Isso provavelmente significa uma mudança na percepção ou confiança nesta classe de ativos."

Hoje cedo,a Bloomberg relatou que o recente salto no mercado de criptos poderia estar ligado à negociação algorítmica, que é um método que usa software automatizado para detectar tendências e determinar quando as negociações devem ser feitas.

A Bloomberg afirmou que o inesperado aumento de 20% no preço do Bitcoin pode ter sido causado por um trade de US$ 100 milhões feito em três grandes bolsas de valores. De acordo com a Reuters, um pedido de 20.000 BTC foi distribuído por cripto exchanges situadas nos Estados Unidos, CoinbaseKraken e Luxemburgo Bitstamp.

Hoje, o Bitcoin cruzou a marca de US$ 5.000 e está em ascensão pelo terceiro dia consecutivo. A moeda está sendo negociada agora em torno de US$ 5.285, com mais de 10% de ganho no dia.