Noruega: Cidade inteligente anarcocapitalista adota cripto como único meio de câmbio reconhecido

Liberstad — uma cidade privada anarcocapitalista da Noruega — adotou uma criptomoeda nativa como única forma de câmbio para sua plataforma de cidade inteligente baseada em blockchain, de acordo com release publicado em 12 de fevereiro.

Fundada em 2015, Liberstad é produto do projeto Libertania, comandada pela associação sem fins lucrativos Liberstad Drift, que visa criar uma cidade-sociedade com autonomia da interferência governamental — evitando impostos em favor de serviços financiados pelo setor privado. Como noticiado, os lotes de propriedade da cidade foram vendidos primeiro em Bitcoin (BTC) ou coroas norueguesas em 2017, com cerca de 100 potenciais residentes interessados no projeto em abril de 2018.

John Toralf Holmesland, chefe da Liberstad Drift AS, disse que a inspiração do projeto a seus princípios de não-agressão e ideologia libertária, escrevendo:

“Queremos uma sociedade em que as pessoas decidam por si próprias e possam viver juntas sem a autoridade do governo. Queremos uma sociedade sem coerção governamental, chantagem, perseguição ou violência desnecessária.”

A cidade agora adotou a criptomoeda “City Coin” (CITY), que será a única forma de câmbio no mercado fechado de Liberstad: moedas nacoinais fiat estão proibidas.

A CITY é interoperável com a plataforma de cidade inteligente baseada em blockchain da Liberstad, “City Chain”, que permite aos habitantes e empreendedores a construir e oferecer serviços “em uma base privada, interna e voluntária” para substituir as provisões públicas administradas pelo governo.

O press release ainda cita a arquitetura desintermediada e desconfiada da blockchain como "o ingrediente principal para o desenvolvimento e prosperidade das sociedades e cidades sustentáveis e livres".

Os futuros residentes terão interface com a plataforma City Chain através do app municipal “City Hub”: uma dashboard que permitirá à comunidade realizar uma série de funções cívicas - incluindo gerenciamento de identidade, criação e votação de iniciativas municipais, registro de proproedade, seguros de contratos e mais.

O City Coin um algoritmo de consenso proof-of-stake (PoS) no qual validadores de blocos baseados no número de tokens de determinado nó são armazenados em sua carteira, premiando acionistas com tokens como recompensa pela segurança da rede.

Como noticiado, a Liberstad é uma das muitas cidades inteligentes a adotar blockchain ao redor do mundo: os Emirados Árabes Unidos está continuamente investindo na transformação de Dubai na primeira megalópole baseada em blockchain em 2020.

Na China, uma divisão gigante da gigante de e-commerce JD.com recentemente estabeleceu um Smart City Research Institute para acelerar o desenvolvimento de cidades inteligentes com o uso de inteligência artificial, big data, e tecnologias blockchain.