Liechtenstein apoiará o Blockchain com novos regulamentos

O governo de Liechtenstein introduzirá nova legislação para regulamentar os modelos de negócios Blockchain e os sistemas subjacentes Blockchain, anunciou o primeiro-ministro Adrian Hasler durante um discurso no Fórum de Finanças em Vaduz, informou a Cointelegraph auf Deutsch em 28 de março.

O projeto de lei será apresentado no verão de 2018 e elaborado para que os modelos de negócios baseados na tecnologia Blockchain sejam integrados de maneira a fornecer segurança jurídica e regulatória para empresas e clientes.

“As regulamentações planejadas nos tornarão uma das primeiras nações do mundo a regulamentar esse tópico de maneira ampla, estabelecendo as bases para aplicações econômicas amplas”, disse Hasler durante seu discurso no Fórum de Finanças em Vaduz.

Hasler reconheceu a diversidade de aplicações para a tecnologia Blockchain, dizendo: "Não é apenas para criptomoedas como Bitcoin, mas tem vários outros usos". Outros ativos como propriedade, carros, licenças de música ou títulos também podem ser negociados via tecnologias Blockchain no futuro próximo. Hasler prevê que grandes parcelas de processos econômicos e serviços financeiros serão realizados usando os sistemas de negociação e serviços Blockchain. O apoio governamental à inovação é visto como um fator estratégico de sucesso.

Nem o comércio de moedas digitais nem seu uso como método de pagamento são atualmente cobertos por requisitos especiais de licenciamento. A Autoridade do Mercado Financeiro de Liechtenstein (FMA) publicou apenas dois breves folhetos sobre criptomoedas e ICOs.

O principado de Liechtenstein cujos supostos esquemas de evasão fiscal e depósitos anônimos fazem dele um paraíso fiscal ideal, tornou-se um importante centro financeiro na Europa. Espera-se que o pequeno estado também desempenhe um papel importante na indústria das fintechs. No início deste mês, o banco de crédito com sede em Liechtenstein Frick, anunciou que agora oferece investimentos diretos e armazenamento a frio para cinco moedas criptografadas.

Liechtenstein está se inspirando na vizinha Suíça, cujo cantão de Zug se tornou conhecido como "Vale do Cripto", atraindo várias corporações fintech para localizar e fazer negócios na região.