Chefe de produto da Libra Association passou apenas cinco meses no cargo

Simon Morris, chefe de produto da Libra Association, deixou o projeto cinco meses após entrar nele, de acordo com seu perfil do LinkedIn, acessado em 9 de outubro.

A Libra Association, registrada na Suíça, é uma organização sem fins lucrativos criada para comandar a rede stablecoin planejada pelo Facebook, o Libra.

Um veterano da BitTorrent e um colaborador fugaz da Libra

A página de Morris no LinkedIn indica que ele deixou a associação em agosto - aproximadamente dois meses após o gigante das redes sociais anunciar seus planos para o Libra.

Antes de seu trabalho no Libra, Morris foi um remanescente da BitTorrent, trabalhando lá por quase 9 anos em várias funções até 2016, seguido por uma segunda passagem em 2017-18 para supervisionar o design e o desenvolvimento de um projeto de criptomoeda a ser integrado ao protocolo BitTorrent. O perfil de Morris afirma:

"O trabalho levou diretamente a discussões de aquisição que culminaram na aquisição da BitTorrent pela TRON em maio de 2018. O projeto de cripto continua vivo e está sendo levado ao mercado sob o nome de 'Projeto Atlas'".

Alianças vacilantes

Em 4 de outubro, o PayPal, um dos principais patrocinadores da associação, abriu mão de sua participação, citando preocupações de que sua própria reputação possa ser manchada.

"Seguimos apoiando as aspirações do Libra e esperamos continuar com o diálogo sobre maneiras de trabalhar juntos no futuro", disse um representante do PayPal ao Cointelegraph à época.

Em 2 de outubro, surgiram relatos de que Visa, Mastercard e Stripe - membros da Libra Association - também estavam reavaliando sua participação, citando similarmente preocupações com sua reputação e as alegadas afirmações exageradas do Facebook de aceitação dos reguladores.

O Libra tem enfrentado uma grande reação dos reguladores em todo o mundo desde sua sua primeira aparição em junho.