Apoiadores do Libra do Facebook temem que esse suporte possa sujar sua imagem entre os reguladores

Visa, Mastercard, PayPal e Stripe não têm certeza se desejam se tornar participantes pagos na moeda digital Libra, do Facebook.

Como a Bloomberg relatou em 2 de outubro citando "pessoas familiarizadas com o assunto", os quatro gigantes de pagamento têm reservas quanto aos planos.

Fontes afirmam que Facebook “superestimou” suporte do regulador

As empresas formaram parte da coorte que originalmente afirmou desejar atuar como nodes para o Libra, sujeita a uma taxa de US$ 10 milhões.

Desde então, o Libra provocou uma grande reação dos reguladores em todo o mundo e os quatro agora compartilham preocupações de que sua própria reputação poderia ser abalada. A Bloomberg resumiu seus comentários:

"Os executivos das empresas de pagamentos acreditam que o Facebook exagerou no quanto os reguladores estariam confortáveis ​​com o projeto e agora estão preocupados com a percepção de que a rede social não se comportou de maneira responsável em outras áreas".

Stripe dissipa rumores de inversão de marcha

A última vem antes do Facebook realizar uma cerimônia de assinatura na Suíça, a futura sede do guardião de Libra - a Libra Association.

O evento, que as mesmas fontes disseram que poderia ocorrer a partir de 14 de outubro, consolidaria as obrigações dos possíveis membros.

Falando à Bloomberg, um porta-voz do Stripe pareceu negar qualquer problema entre a empresa e o Facebook, acrescentando:

"Nada mudou com o nosso envolvimento com Libra desde que começamos a participar."

Como o Cointelegraph relatou, os reguladores suíços recentemente expressaram suas próprias preocupações com o Facebook, mas elas dizem respeito à privacidade e menos às atividades ou competências do Libra.

Enquanto isso, em agosto, o Cointelegraph informou que outros membros consideravam abandonar o projeto devido à pressão do governo.