Na Coreia do Sul, partido da oposição se gaba de política pró-cripto que contrasta com a do governo

O principal partido de oposição da Coreia do Sul, o Partido pela Liberdade da Coreia (PLC), está pronto para revelar sua política para criptomoedas e exchanges de criptomoedas.

Como o Cointelegraph Coreia relatou em 19 de setembro, a posição do PLC parece ser mais radical e pró-inovação do que a do atual governo, principalmente em seu apoio à autorização de valores mobiliários tokenizados.

Autorizando ofertas de security token e tokenização de ativos

O PLC está programado para realizar uma "Reunião do Relatório do Povo" no edifício da Assembleia Nacional em Seul, em 22 de setembro, onde o partido apresentará seu plano final de "Transformação Econômica 2020".

Kim Gwang-Lim do PLC - membro efetivo do Comitê de Estratégia e Finanças da Assembleia Nacional - revelou que o relatório foi finalizado após três meses de trabalho por membros seniores do PLC, juntamente com 90 especialistas civis de diversas áreas.

Essa consulta público-privada culminou em uma política para impulsionar o setor de criptomoedas da Coreia como parte de uma iniciativa da Quarta Revolução Industrial "Finanças Digitais na Coreia".

A política se opõe diretamente à postura pró-blockchain e anticriptomoeda do governo e apresenta a agenda pró-inovação de autorizar a emissão de tokens de valores mobiliários baseados em blockchain e tokenização de ativos.

Como observa o Cointelegraph Coreia, essa postura está alinhada com as posições atualmente em consideração nos Estados Unidos e no Japão, no qual os legisladores procuram acelerar a institucionalização da classe de ativos, colocando-a sob uma estrutura regulatória de valores mobiliários existente.

A proposta do PLC vai ainda mais longe ao argumentar que as exchanges de criptomoedas podem funcionar como uma contrapartida competitiva da Bolsa da Coreia herdada, oferecendo liquidez 24/7 para produtos financeiros de investimento alternativo, como security tokens.

Posições de oposição e governo poderiam eventualmente alinhar

A Cointelegraph Coreia relata que o PLC procura mitigar as incertezas regulatórias atuais e seguir as recomendações de especialistas do setor privado, que argumentaram que o setor de criptomoedas deve ser legalizado sob a premissa de proteção do investidor.

Dada a velocidade do desenvolvimento do novo setor, os especialistas em direito aconselharam que "o governo disciplinasse com flexibilidade ou preparasse apenas leis e sistemas mínimos de acordo com as leis existentes, como leis do mercado de capitais, em vez de legislar apressadamente".

No que tange às exchanges cripto domésticas, o PLC está defendendo uma política que fortaleça os sistemas de cooperação internacional para mitigar riscos como lavagem de dinheiro.

Observando o recente anúncio da Comissão de Serviços Financeiros da Coreia de que planeja sujeitar as exchanges cripto a sua regulamentação direta, alguns observadores argumentaram que as posições da oposição e do governo podem finalmente convergir.