Cazaquistão Assina Pacto Inovador para se tornar a

O Cazaquistão está trabalhando com a Deloitte, com a empresa Blockchain Waves e outras para examinar como a tecnologia pode operar no governo.

Um comunicado de imprensa divulgado hoje afirma que o país deseja se tornar o "segundo depois do Japão" para "reconhecer a necessidade do desenvolvimento do sistema de mercado de criptomoeda em nível governamental".

"A assinatura do memorando com nossos parceiros sobre o desenvolvimento do mercado de moeda digital com base no Centro Financeiro Internacional Astana é o primeiro passo para a criação de um ecossistema de pleno direito da economia digital no Cazaquistão", continua a parceira da Kesarev Consulting, Natalia Sheiko.

Kesarev e Waves se juntam à Deloitte CIS ao assinar um memorando com as autoridades do Cazaquistão para iniciar a pesquisa, tendo já estabelecido um grupo de trabalho dedicado.

Com a base do projeto em Astana, utilizando o sistema jurídico britânico e uma sandbox de inovação, o potencial do Cazaquistão de dar uma volta nos estados vizinhos na corrida Blockchain é claro.

"Estamos satisfeitos que as autoridades do Cazaquistão tentem criar as condições mais favoráveis ​​para o desenvolvimento das tecnologias Blockchain", comentou o fundador e CEO da Waves, Sasha Ivanov.

"Temos certeza de que os resultados deste grupo [de trabalho] atrairão novos investidores para o Cazaquistão e ajudarão o país a se tornar conhecido como 'a nova Cingapura' no campo da Blockchain".

No mês passado, o banco central do país anunciou que começaria a vender títulos baseados em Blockchain para investidores através de um aplicativo para dispositivos móveis. O plano deve se tornar uma realidade no segundo semestre deste ano.