Justiça condena Banco do Brasil em caso de cliente que teve cartão clonado para compra de BTC

A Justiça de Goiás condenou o Banco do Brasil a ressarcir um cliente que teve seu cartão clonado para compra de Bitcoin em uma exchange internacional. A notícia é do portal BeInCrypto.

Segundo a matéria, a compra de Bitcoin foi feita sem o consentimento de João Luiz Armelin, que processou a Visa e o Banco do Brasil pela cobrança indevida.

O cliente teria ficado sabendo da compra a partir de uma ligação da instituição, que ligou para avisá-lo da compra de caráter duvidoso. A compra havia sido de R$ 10 mil através da exchange Bitit.io, e bloqueou o cartão de João Armelin, que não estava habilitado para operar internacionalmente.

Em sua defesa, o Banco do Brasil alegou que foi o investidor o responsável pela transação, mas não apresentou provas na ação, diz a matéria.

A decisão da Justiça estipulou que o Banco do Brasil deve pagar R$ 6.000 por danos morais pelo caso, além de ressarcir a cobrança dos R$ 10.000 no cartão de crédito. A Visa foi inocentada.

Continue lendo: