Japão: Gigante do e-commerce DMM encerra negócio de mineração de cripto devido ao declínio da rentabilidade

O conglomerado de comércio eletrônico japonês DMM.com Ltd. encerrará seus negócios de mineração de cripto, citando a deterioração da lucratividade como a principal causa. A revista de negócios local Toyo Keizai reportou o fechamento em 30 de dezembro.

A decisão teria sido tomada em setembro de 2018, e os passos iniciais para desmantelar as operações de mineração - incluindo a venda do hardware de mineração da empresa - supostamente se estenderiam pelo primeiro semestre de 2019.

A DMM.com, que tem mais de 27 milhões de clientes em seu negócio de comércio eletrônico, anunciou sua entrada no mundo da mineração cripto em setembro de 2017, com foco na mineração de grandes criptomoedas como Bitcoin (BTC), Ethereum (ETH) e Litecoin (LTC). A partir de fevereiro deste ano, a empresa operou uma fazenda de mineração em grande escala na cidade de Kanazawa.

Em abril, a DMM até planejava abrir um showroom para suas operações de mineração, com a intenção de abrir o acesso para o público ver 1.000 máquinas de mineração em um local de 500 metros quadrados, relata o Toyo Keizai. No entanto, a decisão teria sido revertida no início de junho devido a preocupações de segurança, em particular sobre a potencial ameaça de roubo de hardware após tentativas frustradas de fazê-lo na fazenda de Kanazawa.

De acordo com o Toyo Keizai, a DMM também está reconsiderando o lançamento de um aplicativo de cripto apelidado de "Cointap", que tinha lançamento previsto para 25 de dezembro de 2018. A empresa supostamente considera que tanto o mercado de cripto em baixa quanto o grande hack da exchange cripto japonesa Coincheck, em janeiro de 2018, tornou mais difícil atrair novos operadores para o setor.

Não há indicações de que a DMM deixará de operar sua exchange cripto regulamentada, que está ativa desde janeiro de 2018.

Conforme relatado, a gigante da internet japonesa GMO Internet Group anunciou recentemente que não vai mais desenvolver, fabricar e vender mineradores de Bitcoin, depois de reportar altas perdas no quarto trimestre de 2018.

Enquanto isso, relatos de vendas massivas de hardware de mineração na China vieram à tona em novembro, e baluartes da indústria de mineração, como a Bitmain, devem demitir funcionários devido à queda nos preços dos mercados de cripto no ano passado.