Fundadores da Iota respondem acusações de plágio de criador do Ethereum

Os fundadores da Iota (IOTA) uma das principais criptomoedas do mercado, responderam acusações de plágio feitas pelo co-fundador da Ethereum Vitalik Buterin, em um post no twitter. A resposta da Iota foi publicada no Medium por Serguei Popov, que é professor na Universidade de Campinas e co-fundador do projeto.

Buterin, na acusação destacou que o novo mecanismo de consenso anunciado pela Iota era uma cópia do Avalanche, um protocolo de consenso introduzido por um grupo de desenvolvedores pseudônimos identificado como Team Rocket (em referência ao grupo vilão no desenho Pokemon,

“Isso (especificamente o protocolo central, veja seção 6.2.2 de https://files.iota.org/papers/Coordicide_WP.pdf) parece um clone do Avalanche. Eu suponho que isso é definitivamente uma melhoria em relação ao que estava lá antes!”, disse Buterin.

Popov que é um dos co-fundadores da Iota disse em sua postagem que o modelo do Coordenador da Iota remonta a teorias de 1970, chamadas modelos de votante.

"O problema com os modelos do tipo votante (“redescoberto” no artigo do Avalanche) é que eles normalmente não são resilientes a um número significativo de nós bizantinos. Eles geralmente não podem admitir mais do que a raiz quadrada de N nós adversários, onde N é o número total de nós; caso contrário, o adversário seria capaz de impedir o consenso de ocorrer, pelo menos em algumas condições iniciais. Embora os algoritmos BFT conhecidos (probabilísticos) normalmente tenham alta complexidade comunicacional (em cada rodada, qualquer nó precisa consultar pelo menos uma proporção fixa de todos os outros nós) e, portanto, dimensionar mal", disse

O co-fundador destaca também que depois de muitas discussões "com outros pesquisadores em nosso departamento de pesquisa" eles tiveram a ideia de “limiar de movimento aleatório” que seria capaz de evitar o comportamento metaestável, e reforçou  "Nós, os pesquisadores da Fundação IOTA, acreditamos firmemente que os avanços científicos são sempre frutos de esforços coletivos e devem pertencer a todos. Em particular, ficaremos, é claro, felizes se nossas contribuições encontrarem seu caminho para serem usadas em outros projetos (incluindo, obviamente, o Avalanche)", disse.

Até o momento da publicação, Buterin não respondeu Popov. Como mostrou o Cointelegraph a Iota completou os preparativos para descentralizar ainda mais a validação de suas transações e vai implementar um novo mecanismo de consenso chamado "Coordicide".