Infarto, suicídio e prejuízos, história de quem perdeu seus investimentos na Unick Forex

Com a prisão, pela Polícia Federal, dentro da operação Lamanai, do presidente e dos principais organizadores da Unick Forex, começaram a aparecer histórias de investidores que aplicaram rendimentos na empresa e agora não sabem mais se um dia receberam alguma parte de suas aplicações, como é caso de um empresário que teria aplicado mais de R$ 450 mil na Unick e chegou a sofrer um infarto quando viu que não receberia mais seus valores.

A história do empresário foi revelada pelo portal GauchaZH em 19 de outubro. O empresário relata que procurou a Unick após indicação de um amigo e atraído pelas promessas de rentabilidade de até 3% ao dia com Bitcoins no mercado Forex. No começo conseguia sacar normalmente seus valores, mas foi surpreendido com o atraso nos saques e chegou a procurar a empresa para resover os problemas.

No entanto, apesar das promessas nada era concretizado, até que em setembro em um encontro com os sócios da Unick, sofreu um infarto no meio da reunião e precisou ser socorrido pela ambulância "Faz 120 dias que eu não durmo", relata afirmando ter 'perdido' R$ 300 mil.

A reportagem também traz a história de um advogado que junto com a esposa aplicou mais de R$ 66 mil na empresa, dinheiro que seria usado para construir um consultório para a mulher, resultado, nem o investimento nem os rendimentos foram recuperados e ele não tem mais esperança de reaver qualquer valor.

 "É uma pressão psicológica muito grande, a perda de um valor tão expressivo, ainda mais no momento em que estamos montando um consultório. Esse dinheiro está fazendo falta. A gente já está pensando em se desfazer de carro, moto, para poder arcar com esse valor. Não tenho mais esperança de ter esse dinheiro de volta. É um dinheiro perdido", disse.

Há também, nas redes sociais, o relato de um homem de São Paulo, de cerca de 43 anos, que ao ver as reportagens da prisão dos líderes da Unick Forex, teria cometido suicídio ao perceber que, provavelmente, nunca mais recuperaria todo o valor investido na empresa.
 
No site Reclame Aqui são mais de 13 mil reclamações com os mais diversos relatos de clientes que aplicaram valores na empresa e não conseguiram recuperar mais suas aplicações mesmo com as diversas promessas de pagamento.
 
Agora, com a prisão dos líderes, a Polícia Federal vem reunindo bens e valores apreendidos nas diversas cidades onde a operação ocorreu. Além de veículos, dinheiro em espécie e outros itens da PF também apreendeu cerca de 1500 Bitcoins ainda não é certo como estes valores podem ser usados para quitar as dívidas com os investidores e, no caso de ordens judiciais que já tinham sido proferidas contra a empresa como as autoridades devem agir com as apreensões.
 
Nas redes sociais circulam fotos feitas pela PF do diretor de Marketing da Unick Forex, Danter Silva, que, dias antes de ser preso pela Polícia Federal, afirmou nas redes sociais que a empresa planejava um retorno triunfal que faria a empresa crescer mais de 1.000%
  
 Danter Silva Unick Na Prisão

Como noticiou o Cointelegraph, além dos Bitcoins a PF apreendeu caixas de sapato cheias de dinheiro e 48 automóveis de luxo da Unick Forex. A operação envolveu 200 policiais e cumpriu 65 mandados de busca e apreensão em todo o Brasil, prendendo 10 envolvidos, entre eles o presidente da Unick Forex, Leidimar Lopes. Todos representavam o "núcleo criminoso" da Unick Forex, como definiu o chefe da operação.