Painel do Ministério das Finanças da Índia recomenda que o Governo Desencoraje o Uso de Moedas Digitais

O painel multiministerial criado pelo Ministério das Finanças da Índia recomendou que o governo tome medidas urgentes para interromper ou desencorajar o uso de criptomoedas, incluindo o Bitcoin, no país. O painel também propôs que o governo deveria regular quaisquer estabelecimentos comerciais e intermediários se continuarem usando as moedas digitais.

Isso colocaria um grande ônus sobre esses negócios e provavelmente os obrigaria a parar de aceitar criptomoeda. Antes de fazer suas recomendações, o painel consultou o público, start-ups de moeda digital e outras partes interessadas no mercado.

A posição atual do governo indiano na regulação das moedas virtuais

O governo da Índia ainda não decidiu sobre como lidar eficazmente com o uso de moedas digitais no país. Além do painel, no entanto, o governo também criou uma força-tarefa para estudar a viabilidade de regulamentar as criptomoedas, enquanto alguns estados já planejam a regulamentação do Blockchain no setor público.

Enquanto isso, a Suprema Corte emitiu um pedido ao Banco da Reserva da Índia (RBI na sigla em inglês) para realizar uma investigação das queixas sobre a falta de ação sobre as moedas virtuais. O banco central recebeu quatro semanas para emitir um relatório sobre o assunto.

Estado atual das criptomoedas na Índia

O uso de moedas digitais, particularmente o Bitcoin, continua crescendo rapidamente em toda a Índia. De acordo com a casa de câmbio de Bitcoin baseada em Bangalore Unocoin, havia mais de 50 novos comerciantes que começaram a aceitar Bitcoin como forma de pagamento apenas em julho de 2017.

Enquanto isso, uma pesquisa recente mostrou que profissionais da maioria das indústrias já ouviram falar do Bitcoin, mas na verdade não o utilizaram.

Diante desses desdobramentos, será interessante ver se o governo indiano segue a recomendação do painel. Se o fizer, continua a ser visto como isso afetará a adoção de criptomoedas na Índia.