Aparentemente pela primeira vez, SEC penaliza fundo de cobertura cripto

A Comissão de Valores Mobiliários (SEC) emitiu uma ordem de cessação e uma multa de US $ 200 mil à Crypto Asset Management (CAM) e seu fundador Timothy Enneking, segundo um documento publicado no site da comissão na terça-feira, 11 de setembro. De acordo com a CNBC, esta é a primeira ação disciplinar da SEC contra um fundo de gestão de ativos digitais.

O pedido da SEC diz que a CAM "se apresentou erroneamente" como o "primeiro fundo regulado de ativos cripto nos Estados Unidos" e levantou US $ 3,6 milhões de 44 investidores no final de 2017, elevando seu valor patrimonial líquido para US $ 37 milhões.

De acordo com o processo, o fundo "nunca foi registrado na Comissão a qualquer título". A comissão insiste que a CAM “intencionalmente” infringiu a lei alegando ter as credenciais necessárias associadas à posse e à negociação de valores mobiliários.

Depois de ser contatada pela SEC, a empresa concordou em parar sua oferta pública e ofereceu uma recompra aos investidores. A CAM também concordou em pagar a multa, embora não tenha admitido culpa pelas alegações da comissão.

Também hoje, a SEC emitiu um pedido contra a "superloja ICO" TokenLot. A Comissão diz que a TokenLot violou a lei ao não se registrar. Semelhante à CAM, a empresa concordou em pagar US $ 471.000, mas não admitiu formalmente a violação à lei.

Em um novo movimento dos reguladores, a Autoridade Reguladora da Indústria Financeira dos EUA (FINRA) impetrou acusações contra um homem de Massachusetts em 11 de setembro por fraude de valores mobiliários e distribuição ilegal de uma criptomoeda não registrada, a HempCoin.