Plataforma Blockchain operada pela IBM conclui as primeiras negociações "para valer" em cinco grandes bancos

A plataforma europeia de negociação de blockchain we.trade confirmou que completou suas primeiras operações "para valer" hoje, 3 de julho, envolvendo vinte empresas e cinco grandes bancos.

A plataforma blockchain, que afirma fornecer uma "maneira mais eficiente e econômica" para os bancos e empresas comercializarem em todo o mundo, usa a Plataforma Blockchain da IBM, desenvolvida pela Hyperledger Fabric.

Parte de várias soluções blockchain atualmente em avaliação pelo setor bancário, a plataforma conta como membros fundadores Deutsche BankHSBC, KBC, Natixis, Nordea, RabobankSantander, Société Générale e o UniCredit.

Juntos, de acordo com a instituição holandesa Rabobank, a colaboração destaca a capacidade dos bancos de "inovar".

"Essas transações representam um ótimo exemplo de bancos tradicionais inovando para atender às necessidades de seus clientes trabalhando com a we.trade", comentou Bart Leurs, chefe de transformação digital do banco, em um comunicado à imprensa.

Atualmente disponíveis em onze países europeus, os planos de expansão da plataforma parecem depender da entrada de mais emprestadores.

Enquanto isso, plataformas blockchain patrocinadas por bancos estão se tornando um espaço cada vez mais lotado, tanto na Europa quanto fora dela. O espanhol Santander tornou-se o primeiro a oferecer liquidações blockchain para clientes de varejo usando o Ripple em abril, enquanto as remessas também formam a base para um grande projeto entre bancos na Ásia, envolvendo também tecnologia da IBM.

Ao mesmo tempo, outros planos parecem ter caído no esquecimento, o Rabobank permanecendo em silêncio em seu projeto de carteira de criptomoedas "Rabobit" desde março.

Como a Cointelegraph informou em junho, algumas fontes temem que a demanda bancária por serviços blockchain seja superestimada e a tecnologia realmente tem menos a oferecer ao setor do que muitos supõem.