IBM recebe patente para sistema de seguro baseado em blockchain

O conglomerato tecnológico IBM recebeu recentemente uma patente para um sistema seguro baseado em blockchain. A apresentação da patente foi publicada no site do Escritório de Marcas e Patentes dos EUA (USPTO) na terça-feira, 2 de outubro.

Como a IBM explica em um documento apresentado pela primeira vez em setembro de 2017, a tecnologia permite a detecção de violações de segurança em uma rede conectando todos os monitores a uma configuração em cadeia, que registra todos os eventos na rede. Isso, por sua vez, pode ajudar a evitar diferentes tipos de hacks.

De acordo com uma explicação detalhada fornecida pela IBM, um monitor pode ser facilmente invadido em um sistema regular, pois "nenhum dos dispositivos se conhece" e os hackers podem "limpar" os eventos passados para obter controle.

No entanto, dentro de um sistema de segurança blockchain, um monitor hackeado pode ser encontrado imediatamente, pois nesse caso os monitores sincronizados não terão consenso. "Se a informação recebida para um evento ou transação específica for diferente, um monitor pode ter sido comprometido", explica o documento.

O uso da tecnologia blockchain nos sistemas de monitoramento, portanto, ajudará a criar uma rede “menos vulnerável” e fornecer mais segurança, afirma a IBM.

A IBM compartilha o primeiro lugar globalmente com a corporação chinesa de comércio eletrônico Alibaba em termos de patentes relacionadas a blockchain. Como um relatório recente da iPR Daily, o Alibaba registrou 90 patentes, enquanto a IBM segue atrás com até 89 patentes.

Por exemplo, em meados de setembro, a IBM entrou com outra patente blockchain na área de segurança. Como a Cointelegraph descreveu, o pedido de patente estava relacionado a regras de privacidade para drones em caso de alto risco.

No final de setembro, a IBM recebeu uma patente para a autoatendimento autônomo de dispositivos em rede que fazem parte de seu ambiente de Telemetria Autônoma Descentralizada Peer-to-Peer (ADEPT).