HSBC realiza primeiro financiamento com BPU usando hyperledger Fabric

O HSBC, um dos principais bancos do mundo, usou uma plataforma blockchain para fazer a primeira transação de financiamento digital por meio da tecnologia, segundo um comunicado publicado recentemente.

Segundo o banco, a transação faz parte de uma segunda rodada de testes que os membros do consórcio We.trade iniciaram em junho.

O We.trade é uma solução da Hyperledger Fabric para gerenciar, rastrear e proteger transações comerciais de conta aberta entre pequenas e médias empresas na Europa.

Ainda segundo o comunicado, a iniciativa liderada pelos bancos para construir a plataforma está em andamento desde 2017 e foi incorporada como uma entidade legal independente em abril do ano passado. 

Atualmente, a iniciativa possui 12 acionistas: CaixaBank, Erste Group, Deutsche Bank, HSBC, KBC, Natixis, Nordea, Rabobank, Santander, Société Générale, UBS e UniCredit, que assinaram todos os contratos de licença para usar a solução até janeiro de 2019.

A publicação destaca também que a plataforma facilita etapas na jornada comercial de uma PME, ajudando a encontrar contrapartes confiáveis, acessar o chamado banco de pagamento (BPU) de seus bancos e depois solicitar o financiamento, o que envolve o seu próprio banco fornecendo o pagamento antecipado, descontando o BPU.

“Fizemos várias transações. É estágio beta no momento; é um piloto. Esta é a primeira transação em que tivemos dois compradores usando o sistema de ponta a ponta, incluindo a capacidade de redigir a fatura, concordar com os termos de negociação, fornecer a BPU e, adicionalmente, receber o financiamento na parte de trás da BPU.”, disse Ian Tandy, diretor de finanças globais e de recebíveis do HSBC UK

A transação envolveu a Beeswift, cliente do HSBC que fabrica equipamentos de proteção, sediada em Midlands, em uma venda de mercadorias para uma empresa na Holanda, bancada pelo Rabobank. 

Usando o We.trade, as partes puderam criar e aceitar um pedido de compra on-line. O comprador usou ainda a plataforma para obter uma BPU do Rabobank, com a Beeswift, o vendedor, recebendo financiamento do HSBC contra a BPU.

Digitalizar todo o processo em we.trade significou que a Beeswift poderia concluir a transação de trade finance em menos de 24 horas, abaixo dos 10-12 dias que pode levar para um LC tradicional.

Como reportou o Cointelegraph, O HSBC fez um teste com sua plataforma financeira comercial baseada em blockchain Voltron, e conseguiu reduzir o tempo de transação em 40%.

Para organizar uma remessa entre Hong Kong e Dubai, o HSBC fez parceria com a grande organização de varejo Landmark Group, que forneceu sua plataforma de blockchain ReChainMe. As empresas ligaram as respectivas plataformas, o que resultou na redução do tempo de transação em 12 dias, ou 40%.