Golpistas da HitBTC enfrentam dois anos de prisão por fraude de US$ 140K

Dois canadenses que fraudaram um investidor de Bitcoin (BTC) em US$ 140.000 ao se passarem pela exchange HitBTC podem cumprir dois anos de prisão.

De acordo com registros do tribunal em 16 de dezembro, os irmãos Jagroop Singh Khatkar e Karanjit Singh Khatkhar se declararam culpados das acusações de conspiração para cometer fraude eletrônica por meio de um golpe realizado através do Twitter em julho de 2018.

Vítima da HitBTC: “Sinto muito por eles”

O caso veio à tona originalmente em julho deste ano, conforme documentos do Tribunal Distrital dos Estados Unidos em Portland, Oregon.

Posicionando-se como serviço de suporte da HitBTC, a dupla convenceu uma cliente, uma mulher de 63 anos, a revelar o endereço de e-mail anexado à sua conta de negociação. Eles então invadiram a conta, roubando 23 BTC, no valor de 140.000 dólares na época.

De acordo com os documentos, os Singh Khatkhars “transferiram ilegalmente, conscientemente e intencionalmente, possuíam e usavam, sem autorização legal, um meio de identificação de outra pessoa, sabendo que os meios de identificação pertenciam a uma pessoa real.”

Em uma audiência na segunda-feira, a vítima teve pena dos acusados, tendo em conta que provavelmente recuperaria a posse dos fundos perdidos.

"Sinto muito por eles. Eu tenho um filho com 27 anos. Espero que eles possam transformar sua inteligência em algo mais benéfico”, afirmou ela.

Os Singh Khatkhars retornarão para a sentença final em março de 2020.

Golpes de Bitcoin continuam a surgir

O caso destaca a tendência de maus atores lucrando com o crescente apelo popular da criptomoeda.

Como o Cointelegraph relatou, nos meses anteriores houve vários casos de crimes associados ao roubo de ativos digitais, alguns dos quais superam os US$ 140.000 dos Singh Khatkhars.

No início de dezembro, a polícia de Nova Jersey prendeu três homens associados a um suposto esquema Ponzi, que arrecadou US$ 722 milhões.

Também surgiram suspeitas sobre novos participantes no mercado, principalmente em conexão com o potencial de configuração e lucro apresentado pelo fundador da altcoin HEX, lançada no início deste mês.