Gigante global de medicamentos desenvolve rede de atendimento baseado em DLT para pacientes com diabetes

Uma importante empresa farmacêutica, a Boehringer Ingelheim, juntou-se à plataforma de saúde baseada em blockchain Solve.Care, de acordo com um comunicado compartilhado com a Cointelegraph em 6 de junho.

A alemã Boehringer, uma das 20 maiores empresas farmacêuticas do mundo, e a Solve.Care estão planejando construir uma rede com blockchain e ativos digitais para compartilhamento confiável de dados sobre pacientes com diabetes.

Baseado na plataforma blockchain da Solve.Care, o novo sistema de saúde é conhecido como a Rede de Administração do Diabetes Care. A rede pretende fornecer assistência na coordenação do atendimento aos pacientes, bem como compartilhar informações sobre os riscos associados ao diabetes, prevenção e sintomas, entre outros.

A rede supostamente implementará a ferramenta de coordenação de cuidados da Solve.Care chamada Care.Wallets para apoiar os pacientes com a doença.

A rede de atenção está prevista para ser lançada até o final do ano de 2019. A previsão, segundo o comunicado, é que a aplicação seja disponibilizada, inicialmente, para mais de 25.000 pacientes que integram a maior rede americana  de cuidados responsável,a Arizona Care Network (ACN).

Recentemente, a gigante do varejo mundial Walmart relvelou que se juntou ao consórcio farmacêutico MediLedger, que vem construindo uma aplicação em blockchain e ja reuniu quatro grandes empresas do setor, incluindo Pfizer.

Anteriormente, o Cointelegraph relatou que a Associação de Esclerose Lateral Amiotrófica (ALS) fez parceria com um grande projeto de criptomoeda, a Fundação Tron, para lançar uma campanha de caridade para aumentar a conscientização sobre ALS e levantar doações para pesquisas sobre o tratamento da doença.