Associação ALS faz parceria com a rede TRON para rastreamento de doações via blockchain

A Associação ALS fez uma parceria com a Fundação TRON para lançar uma campanha de caridade com blockchain, de acordo com um comunicado compartilhado com o Cointelegraph nesta segunda-feira, 11 de fevereiro.

A campanha, chamada #VoiceYourLove, tem por objetivo conscientizar sobre a esclerose lateral amiotrófica (ELA), conhecida como doença de Lou Gehrig, e arrecadar doações para pesquisas sobre tratamentos e cura da doença.

De acordo com o comunicado, a participação da rede TRON (TRX) na campanha incluirá o uso da tecnologia blockchain para rastrear a distribuição de doações. A Associação ALS planeja liberar dados rastreados por Tron para o público no final da campanha.

A Fundação TRON também participou da campanha, com o fundador e CEO da empresa, Justin Sun, doando US$ 250.000 para a causa.

Sun, que também é CEO do BitTorrent - adquirido pela empresa em julho - declarou que a doação era em homenagem à comunidade TRON e BitTorrent e encorajou “outros no setor blockchain a expressarem seu amor doando para ajudar na busca de uma cura”.

A Associação ALS afirma ter o maior programa de pesquisa de ELA do mundo, trabalhando em mais de 150 laboratórios globalmente.

No final de janeiro, a operadora de pagamento por criptomoedas BitPay, dos Estados Unidos, fez uma parceria com a Wikimedia Foundation, uma organização sem fins lucrativos e de caridade que opera a Wikipedia, para aceitar doações em criptomoedas.

Também em janeiro, a Zhiyuan Hui, empresa chinesa sem fins lucrativos e líder mundial em serviços voluntários, fez uma parceria com a EveriToken, uma empresa de infraestrutura econômica, para criar uma plataforma de rastreamento voluntário baseada em blockchain.