'Colapso econômico global vai impulsionar adoção de criptomoedas', diz criador do Megaupload

O criador do site Megaupload, Kim Dotcom, falou sobre o mercado de criptomoedas e uma provável crise econômica global em uma recente entrevista ao canal de vídeos "Ivan on Tech".

O Megaupload ficou famoso alguns anos atrás pois proporcionava um meio fácil e gratuito de troca de arquivos digitais pelo mundo todo. O site foi acusado pelo crime de pirataria e encerrado pelo governo dos EUA em janeiro de 2012.

Kim foi notícia esta semana quando anunciou o lançamento de seu token, o Kimcoin, por meio da exchange de criptomoedas Bitfinex

O empresário recentemente apareceu em uma entrevista para falar sobre os vários aspectos da liberdade e sua intenção de conduzir a causa.

Falando sobre uma possível resistência à sua plataforma por parte governo dos EUA, ele disse:

"Estou confiante de que estou em posição de enfrentar essa luta, porque, novamente, estou inovando. Estou produzindo um produto poderoso que será bem-sucedido e só me permitirá continuar lutando pela liberdade na Internet."

Kim destacou que o governo dos EUA está reivindicando jurisdição em outras nacionalidades "se eles não gostarem do que você está fazendo online".

Dotcom também mencionou que no momento em que entendeu o que as criptomoedas podem fazer pelo mundo em termos de fornecer ao público em geral verdadeira liberdade financeira, percebeu que esse é o caminho a seguir. Ele acrescentou:

“Todos os sistemas financeiros tradicionais estão completamente quebrados e corrompidos. O governo dos EUA está imprimindo trilhões de dólares sem nenhum valor para apoiá-lo.”

O empresário também afirmou que, à medida que o governo dos EUA imprime dinheiro do nada, o mercado financeiro testemunha um desenvolvimento econômico ilegítimo sem qualquer fundamento. 

Mantendo-se alinhado com outros defensores do Bitcoin no espaço, a Dotcom acredita que o eventual colapso econômico em escala global desencadeará a adoção irreversível da criptomoeda.

Ao que parece, Kim não é o único a buscar nas criptomoedas uma saída para exercer sua liberdade financeira. Como publicou o Cointelegraph, o volume de negociação de Bitcoin em Hong Kong atingiu a alta histórica depois que o clima econômico e político na região se tornou instável.