Galaxy Digital participa de rodada de investimentos de US$ 15 milhões em empresa de cripto segurança

O banco de investimentos em criptomoedas de Mike Novogratz, o Galaxy Digital, investiu na empresa de segurança blockchain CchainTrace, de acordo com um comunicado oficial divulgado nesta última terça-feira, 19 de fevereiro.

O CipherTrace já arrecadou US$ 15 milhões em uma nova rodada de financiamento liderada pela grande empresa de capital de risco do Vale do Silício, a Aspect Ventures, cujo sócio, Mark Kraynak, se juntará ao conselho de diretores da empresa. A rodada também contou com investimentos da Neotribe Ventures e da WestWave Capital.

A CipherTrace, sediada na Califórnia, usará os fundos para melhorar as ferramentas de inteligência em criptomoedas, soluções anti-lavagem de dinheiro (AML), análise de blockchain, análise forense e compliance.

A missão da CipherTrace é impedir o anonimato e rastrear fluxos em blockchain que envolvem atividades criminosas e fraudulentas aplicando machine learning. As soluções de segurança da empresa são usadas pelo governo, reguladores, investigadores e auditores para reduzir o crime, bem como pelas exchanges de criptomoedas a fim de cumprir as políticas de AML.

Fundada em 2015, a CipherTrace começou a rastrear atividades criminosas na blockchain do Bitcoin (BTC) em 2011, segundo o comunicado.

O executivo da Galaxy Digital, Greg Wasserman, disse que a tecnologia apropriada para o AML é fundamental para a adoção dos ativos digitais. Ele também afirmou que os investidores institucionais estão cada vez mais dependentes de empresas como a CipherTrace “para monitorar a integridade das transações com seus pares”.

Recentemente, a CipherTrace informou que cerca de US$ 1,7 bilhão em criptomoedas foram obtidos por meio de atividade ilícita em 2018, com mais de US$ 950 milhões roubados de exchanges de criptomoedas e pelo menos US$ 725 milhões perdidos em esquemas fraudulentos.

Hoje, a Solidus Labs, uma empresa de segurança fundada por ex-engenheiros do Goldman Sachs, levantou US$ 3 milhões para combater a manipulação do mercado de criptomoedas.