França aprova projeto de lei para permitir que provedores de seguros invistam em criptomoedas e tokens

Os mercados franceses de seguros podem agora investir em criptomoedas, após a aprovação de uma nova lei, a agência de notícias FXStreet reporta em 11 de abril.

Em 11 de abril, a Assembléia Nacional da França adotou um projeto de lei que visa estimular o desenvolvimento de negócios locais, incluindo o redirecionamento de poupanças de indivíduos para empresas, de acordo com a agência de notícias local Les Echos. Segundo a Reuters, a Assemblee Nationale votou 147 a favor e 50 contra.

Conhecido como "Plano de ação para a transformação da empresa," o ato supostamente permite que os provedores de seguros na França invistam em moedas criptografadas, como o Bitcoin (BTC), sem limite de investimento.

Segundo a FXStreet, uma disposição dupla do ato permite que as seguradoras invistam em criptos por meio de fundos profissionais especializados e lhes permite oferecer apólices de seguro de vida expostas à criptomoedas. A nova medida também terá impacto nos fundos de investimento de capital profissional.

Joel Giraud, vice-gerente de orçamento do partido de Emmanuel Macron La République En Marche, confirmou a notícia, afirmando que a nova iniciativa relacionada a criptomoeda "não era o objetivo principal do Pacte", segundo o site de notícias de tecnologia TrustNodes.

O projeto visa principalmente o processo de privatização, incluindo a venda da participação do estado no grupo de aeroportos ADP, a fim de arrecadar dinheiro para um novo fundo de inovação.

No início de março, Eric Woerth, chefe do Comitê de Finanças da Assembléia Nacional, propôs a proibição de criptomoedas anônimas como Monero (XMR) e ZCash (ZEC).