Ex-executivo da Uber acredita que o Bitcoin está se tornando reserva de valor entre os investidores americanos

Investidores nos Estados Unidos estão começando a ver o Bitcoin como reserva de valor, disse o ex-executivo da Uber, Dan Held em entrevista à BlockTV esta semana.

O cofundador da Interchange e diretor de desenvolvimento de negócios creditou o Facebook por elevar o status das criptomoedas. Held afirmou na entrevista que a incursão do gigante de mídias sociais na indústria de criptomoedas com a introdução de seu projeto de cripto Libra e de seu serviço de carteiras - a Calibra - trouxe o Bitcoin para maior visibilidade, acrescentando:

"Se alguém me dissesse sete anos atrás que o presidente do Federal Reserve, o secretário do Tesouro e o presidente iriam falar sobre Bitcoin publicamente em sete dias, eu ficaria extremamente empolgado."

Held ressaltou que os bancos de investimento e os gestores de ativos, como ele mesmo, já estavam considerando o Bitcoin por seu potencial para atuar como um ativo de risco em tempos turbulentos. 

As novas tensões comerciais entre os EUA e a China aumentaram o interesse dos investidores pelo ativo digital. Enquanto isso, nas últimas semanas, o anúncio da altcoin Libra e do Calibra, serviço de carteiras cripto do Facebook, ajudou a levar o tema para o mainstream, afirma Held.

Na reunião do congresso americano na semana passada, Jerome Powell, presidente do Fed, que é o Banco Central dos EUA, comparou o Bitcoin à “uma reserva especulativa de valor".

"Isso é enorme", acrescentou Held. "É um endosso brilhante de uma das pessoas mais poderosas do mundo que o uso de Bitcoin como reserva de valor é legítimo".

As recentes declarações de membros do governo americano acerca das criptomoedas tiveram impacto no mercado de ativos digitais. O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, classificou as criptomoedas como uma "questão de segurança nacional" por supostamente serem o veículo da administração de bilhões de dólares em atividades criminosas.