Cinco Motivos Porque O Bitcoin Chegou Para Ficar

Um grande problema que trava o Bitcoin é incerteza sobre o seu futuro. O debate é sobre se o Bitcoin será uma inovação bem-sucedida e duradoura ou um fiasco como tantas inovações anteriores.

É possível fazer uma relativamente acurada predição sobre o futuro do Bitcoin analisando cinco fatores bem-sucedidos usados por especialistas em adoção de tecnologia por década: vantagem relativa, compatibilidade com outras inovações, experiência através do julgamento, complexidade e observabilidade

Estes fatores, derivados do clássico teorista do trabalho de difusão da inovação Everett Rogers, quando combinado com únicos do Bitcoin, sugerem que o Bitcoin chegou para ficar.

Vantagem relativa

Vantagem relativa no campo da inovação é definida como as melhoras de um produto quando comparado com seu antecessor. Melhorias incluem, mas não estão limitadas a vantagens econômicas e sociais medidas no tempo, conveniência, satisfação ou benefícios monetários.

Exemplos específicos podem ser um melhor serviço, consolidação de múltiplas funções de uma ferramenta, empoderamento dos usuários, interface melhorada, aumento na produtividade, redução de esforço do usuário, economizar dinheiro ou espaço de armazenamento e poupar tempo.

A maior vantagem que o Bitcoin leva sobre outros sistemas de pagamento é que o Bitcoin tem um livro-razão (ledger) descentralizado. Um livro-razão descentralizado significa que um o controle dos registros de transações anteriores não está mais no controle de apenas um dos lados. Um livro-razão centralizado tem vulnerabilidades que um livro-razão descentralizado não tem.

Uma outra vantagem relativa que o Bitcoin tem sobre seus predecessores são os baixos custos de transação. Outros sistemas de pagamento têm que passar por terceiros como mencionado anteriormente. O Bitcoin é descentralizado, então não há custos de transações de terceiros, significando custos mais baixos para os mercadores e envios de dinheiro para o exterior menos caras. Usuários globais sem acesso a contas de bancos tradicionais também podem se beneficiar.

Os usuários de Bitcoin, ao contrário de usuários de moedas tradicionais, não têm que estar preocupados com a inflação implodindo o valor de suas moedas já que o Bitcoin vai lançar apenas 21 milhões de moedas. A inflação é criada quando o banco central emite mais papel-moeda, normalmente em um esforço para combater recessões. O que compensa essas vantagens é uma corrente falta de facilidade de uso, visto que as transações em Bitcoin em sistemas de pagamento são limitadas em muitos países.

Compatibilidade

Compatibilidade é definida como uma inovação que necessita de um adotante para fazer algumas, caso necessário, alterações em suas vidas para usar a inovação.

Uma inovação compatível é consistente com experiências passadas e precisa de adotantes. Por exemplo, uma razão pela qual o iPhone foi um sucesso é que os consumidores tinham muitos aparelhos que desempenhavam as mesmas funções do iPhone. O iPhone apenas incorporou todas essas funções

Parece que o Bitcoin é uma inovação compatível. Um adotante apenas precisa de um celular com internet para ter acesso ao Bitcoin. Um adotante não requer qualquer alteração em sua vida para usar o Bitcoin.

Julgamento

Esta característica se refere ao grau no qual a inovação pode ser experimentada em primeira mão em uma base limitada. O acesso ao Bitcoin tem rapidamente evoluído desde o trabalho original de Nakamoto.

Hoje, caixas eletrônicos de moedas digitais estão rapidamente se expandindo em muitos locais, oferecendo a usuários novatos a opção de comprar e vender pequenas quantidades de Bitcoin e outras moedas em um caixa eletrônico amigável ao usuário.

Exchanges são também mais numerosas e permitem aos usuários participar na arena das moedas digitais global com pequenos investimentos, geralmente usando um cartão de crédito. Compras diretas usando Bitcoin  são menos comuns, mas estão crescendo em muitos países.

Complexidade

A pesquisa de Rogers indicou que inovações que eram de uma natureza mais simples tinham uma maior chance de sucesso do que uma inovação complexa. Isso não necessariamente significa que uma inovação tem uma subjacência simplista, mas que uma inovação pode ser mais prontamente entendida se é amigável ao usuário do público-alvo.

No caso do Bitcoin o Blockchain, programa por trás do Bitcoin é muito sofisticado, mas os consumidores que são familiarizados com internet, interfaces gráficas de usuário e banco móvel pode facilmente compreender o fim de consumo da transação Bitcoin.

Uma combinação de tecnologias faz as transações de Bitcoin menos intimidantes até para usuários novatos. E ainda, alguns usuários podem ficar relutantes de adotar o Bitcoin sem o entendimento da estrutura subjacente.

Observabilidade

Observabilidade é definida como uma inovação cujos benefícios são aparentemente óbvios para não-usuários da inovação. Por exemplo, o aspirador de pó versus a vassoura.

O fator observabilidade é menos claro em relação ao Bitcoin. Nos Estados Unidos, o Bitcoin só pode ser usado como um método de troca em locais limitados, fazendo isso difícil de ser observado.

Todavia, existem países como o Japão onde o Bitcoin pode ser usado como um meio de trocar dinheiro mais facilmente e tem mais oportunidades de ser observado.

Em adição a isso, o Bitcoin tem sido discutido mais e mais frequentemente nas notícias, levando a mais informação sobre seus benefícios a usuários em potencial.

Outros fatores

Competidores emergentes

O Bitcoin não é a única criptomoeda no mercado. Outros imitadores, tais como o Ethereum têm aparecido e o interesse corporativo nas moedas digitais vem crescendo. Poderia se argumentar que os imitadores, em última análise, ultrapassar o Bitcoin fazê-lo irrelevante. Isso acontece quando um imitador é claramente superior. Mas, a aparição de imitadores [e um indicador que os concorrentes acreditam que as cripromoedas vieram para ficar.

Regulação

O Bitcoin é uma moeda virtual e regulações monetárias existentes não chegaram a ela. Mais e mais países estão aplicando regulações prévias para as Bitcoin ou criando novas regulamentações especificamente para o Bitcoin. Este é outro sinal que a moeda digital é mais que uma moda passageira.

Expansão global

Em algumas áreas, o Bitcoin poderia substituir o dinheiro real por algumas razões. Existem áreas na África nos quias o sistema bancário não é bem desenvolvido. O Bitcoin apenas precisa de um telefone celular e acesso à internet e ele poderia facilmente tornar-se um serviço bancário de facto. Em adição a isso, em muitos países, os cidadãos geralmente veem o dinheiro sustentado pelo governo como duvidoso por várias razões, tais como corrupção ou uma economia fraca. Eles podem se virar para o Bitcoin porque, devido a sua natureza descentralizada, ele não é sujeito aos efeitos da corrupção ou da economia pobremente administrada.

Então sim, o Bitcoin veio para ficar

Parece provável que o Bitcoin é uma inovação que veio para ficar e é mais do que apenas uma moda. Fatores como vantagem relativa, compatibilidade e julgamento argumentam fortemente a favor da adoção do Bitcoin.

Os fatores complexidade e observabilidade oferecem um tênue apoio à presente situação, mas como as moedas digitais continuam a atrair a atenção, estes fatores deveriam favorecer mais fortemente a adoção do Bitcoin. Baseado nesses cinco fatores, parece que o Bitcoin provavelmente veio para ficar.

Se outros fatores, tais como aparição de competidores, regulação e expansão global também forem considerados, então o Bitcoin é ainda mais plausível que não ser uma inovação duradoura.

por Jennifer Moffitt.

 

Aviso: Jennifer Moffitt é uma advogada particular baseada em Cheyenne, Wyoming, especializada em regulamentações e compliance com respeito a moedas digitais. ela tem um diploma de bacharelado em Economia pela Universidade da Califórnia - Berkeley e mestrado em Estudos Internacionais pela Universidade de Otago, na Nova Zelândia.

Atenção. A Cointelegraph não endossa qualquer conteúdo ou produto nesta página. Visamos prover a você todas as informações importantes que possamos obter, o leitor deve fazer sua própria pesquisa antes de tomar qualquer ação relacionada à companhia e ter total responsabilidade por suas decisões e este artigo não pode ser considerado um conselho de investimento